Use as teclas de seu ← → (seta) para navegar


Uma colombiana de 82 anos procurou um médico para se tratar de dores recorrentes no estômago. E acabou descobrindo que havia um feto de 40 anos em sua barriga. O caso aconteceu em Bogotá (Colômbia) e foi publicado no Daily Mail.

Casos como esse, em que fetos se desenvolvem fora do útero e morrem são chamados de “bebês de pedra”. Isso porque um ultrassom revela que os fetos se calcificaram. Trata-se de uma condição rara e que foi documentada no mundo cerca de 300 vezes na literatura médica.

A idosa vai passar por uma cirurgia para remover o feto.

Em 2009, um idosa chinesa de 92 anos descobriu um feto de 60 anos em sua barriga.

O primeiro caso de “bebê de pedra” descrito na literatura médica refere-se a Colombe Chatri, uma francesa que morreu aos 68 anos, em 1582. Na autópsia, o legista descobriu que ela carregava umf eto calcificado há 28 anos.

feto2345

 

Use as teclas de seu ← → (seta) para navegar

About The Author