Palestino mata 3 guardas israelenses em assentamento na Cisjordânia

12 0

HAR ADAR, Cisjordânia (Reuters) – Um palestino com autorização de segurança para trabalhar em um assentamento israelense na Cisjordânia ocupada abriu fogo em um posto de controle nesta terça-feira, matando um policial e dois guardas israelenses.

O agressor, que estava armado com um revólver, também deixou um quarto israelense gravemente ferido antes de ser morto a tiros, disse a polícia.

O incidente foi incomum, uma vez que o homem de 37 anos havia recebido uma permissão de trabalho israelense –um processo que implica verificação de segurança–, ao contrário da maioria dos palestinos envolvidos em uma onda de ataques que começou há dois anos.

Uma porta-voz da polícia disse que o homem armado se aproximou do assentamento de Har Adar junto com um grupo de palestinos que trabalham no assentamento, e levantou suspeitas dos guardas na entrada do posto de controle.

Após pedido para parar, o palestino "abriu sua camisa, sacou uma arma e atirou contra o pessoal de segurança e soldados à queima-roupa", disse a porta-voz.

Comments

comments

Related Post