Litoral

Ex-policial militar é executado com tiros de fuzil no litoral de SP


Vítima foi baleada na madrugada deste domingo (26), em Guarujá. Outro homem que o acompanhava ficou ferido. A Polícia suspeita que um veículo com quatro suspeitos tenha passado atirando contra as vítimas. Suspeitos usaram fuzil para disparar com os policiais em Guarujá, no litoral de SP
Polícia Militar/Divulgação
Um ex-policial militar, de 33 anos, foi executado com tiros de fuzil, e outro homem, de 37, ficou ferido na madrugada deste domingo (26), na Vila Áurea, em Guarujá, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo g1, a suspeita é de que os os disparos tenham sido feitos de dentro de um carro com quatro homens. Um deles morreu em uma troca de tiros com a PM pouco depois do crime.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), uma equipe da Polícia Militar fazia patrulhamento pelo bairro quando ouviu o barulho dos disparos que atingiram o ex-agente e o homem que o acompanhava. Em seguida, os policias seguiram pelas vias, e encontraram um veículo em atitude suspeita e placa adulterada, iniciando a perseguição.
Durante a ação, os homens passaram a atirar contra a equipe, que revidou, e um suspeitos, de 35 anos, acabou morto. Com ele, foi localizado um fuzil. Os outros três abandonaram o veículo supostamente usado no crime e fugiram. O carro também foi apreendido pela Polícia. A suspeita é de que o bando tenha passado atirando com as duas vítimas, que estavam na rua.
Exames periciais foram solicitados e os fatos registrados na Delegacia Sede de Guarujá como homicídio tentado e consumado, incluindo morte decorrente de intervenção policial, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e legítima defesa. As investigações prosseguem pelo 2º DP da cidade.
Caso foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá, SP
Luciana Moledas/G1
Casos semelhantes na região
Um agente penitenciário de 49 anos foi executado a tiros em Praia Grande, no litoral de São Paulo, no início da tarde de sábado (25), feriado de Natal. De acordo com apuração do g1, Ronaldo Soares dos Santos foi baleado após atender à campainha da residência. Ele foi socorrido, mas não resistiu. O caso é investigado pela Polícia Civil.
Na manhã de sábado, outro agente do Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente foi baleado. O policial penal Rogério de Jesus Pinheiro, de 44 anos, conhecido como Ninja, foi atingido por cinco disparos de arma de fogo no bairro Rio Branco, na mesma cidade em que trabalha, enquanto chegava em casa de carro.
Ele foi encaminhado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) do Pronto Socorro do Parque das Bandeiras ao Hospital Municipal com ferimentos por arma de fogo no tórax, abdômen, membro superior esquerdo e região patelar esquerda. Ele foi submetido a intubação e encaminhado para tomografia.
Um policial militar de 40 anos foi vítima de uma tentativa de homicídio, na noite de sábado (25), na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega (SP-55), na Estância São José, em Peruíbe. Segundo apurado pelo g1, ninguém ficou ferido, e até o momento, nenhum suspeito foi preso.
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias
e

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »