Litoral

Costa registra casos de Covid-19 em cruzeiro pelo litoral de SP e isola parte dos passageiros em cabines


Segundo apurado pelo g1, ao menos 13 pessoas estariam contaminadas com a doença. Adalberto Boldo, de 50 anos, é um dos isolados e disse que ele e a família foram colocados em cabines separadas mesmo com teste negativo. Casos de Covid-19 são confirmados dentro de cruzeiro Costa Diadema e passageiros são isolados em cabines
Matheus Croce/g1
Casos de Covid-19 foram confirmados em passageiros do cruzeiro Costa Diadema, que atracou na manhã desta segunda-feira (27) no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. Devido as confirmações, vários passageiros foram isolados em cabines na tarde do último domingo (26). Ao g1, o empresário Adalberto Boldo, de 50 anos, disse que ele e a família foram colocados em isolamento mesmo com resultado negativo à doença.
Segundo apurado pelo g1, ao menos 13 pessoas estariam contaminadas com a doença dentro do navio. Em nota, a Costa informou que alguns hóspedes testaram positivo à Covid-19 e foram imediatamente isolados, assim como os contatos próximos, mas não confirmou a quantidade de positivados. Confira a nota na íntegra abaixo.
“Ontem, por volta das 15h, anunciaram alguns nomes para fazer isolamento. Dentre eles, eu, minha esposa e minhas duas filhas. Sem critério nenhum. Disseram que a gente teve contato com algumas pessoas que tinham sido contaminadas com Covid-19 e que a gente teria que ficar em isolamento”, disse o empresário.
Na sequência, Boldo afirmou que funcionários do navio foram coletar exame deles e disseram que o resultado estaria pronto em 1h. “Depois de 4h eles vieram e disseram que estava negativado, mas que mesmo assim a gente precisaria mudar de cabine. Eu falei que tudo bem, que iríamos seguir o protocolo”.
Falta de estrutura
Segundo o empresário, ele e a família ficaram sem alimentação. “A janta chegou depois de 2h30, queriam colocar a gente em um quarto com uma cama de casal para os quatro, que era a única cabine que tinha para isolamento. Falei que não iria de jeito nenhum, [mas] isso se estendeu das 18h até 2h. Eles vieram intimidar, veio uns 20 funcionários da Costa, marinheiro para forçar a nossa mudança de cabine e eu disse que não iria. Por fim, arrumaram duas cabines, uma longe da outra, não é conjugada. As minhas filhas ficaram em uma ponta do navio e eu em outra, sem comunicação, uma bagunça.”
De acordo com o empresário, em nenhum momento foi mostrado o laudo do exame que confirma que eles não estejam com a doença. “Estamos sem sintomas, não sabemos o motivo do isolamento, não nos mostraram os exames, mas disseram que todos de nossa família estão negativados. Não sei quais os critérios estão usando, um absurdo. A gente está aqui trancado aguardando, cheio de compromisso, tenho medicamento para tomar, o café da manhã não chega, estamos aqui largados e isolados sem informação alguma. A gente está em uma área onde tem diversas pessoas contaminadas”.
Família Boldo passou o Natal dentro do cruzeiro Costa Diadema
Arquivo Pessoal
A família de Praia Grande, no litoral de São Paulo, disse que o cruzeiro começou em 20 de dezembro e, após sair de Santos, passou por Salvador e Ilhéus. “Sorteavam algumas cabines e eram feitos esses exames. Nós fizemos no meio do cruzeiro, na quinta-feira (23), e todos nós quatros demos negativo. O que eu vi que complicou foi depois das descidas em Salvador e Ilhéus sem protocolo nenhum. A maioria dos passageiros saíram, aí contato com um monte de gente, depois retornaram sem fazer teste e os casos começaram aparecer depois das paradas”.
“Estou com medo, mas vou fazer o quê? Se a gente não seguisse o protocolo, a gente não iria desembarcar. Aqui no corredor mesmo, eu conversei com algumas pessoas das famílias com caso positivo e não mostram o exame. Estou conversando com as pessoas que estão infectadas”.
Boldo disse que os problemas com o cruzeiro ocorrem desde o início da viagem. “A gente contratou o Costa Esmeralda e de última hora eles alteraram para o Costa Diadema. A gente teve problema desde o primeiro dia, chegamos aqui e a cabine sem higiene, tinha resto de ovo dentro do frigobar, o esgoto estava entupido e a gente não podia tomar banho e eles resolveram depois de dois dias. A higiene, no geral, não é ruim. Você vê o pessoal limpando”.
“Espero que a Costa se retrate. Eles jogam toda responsabilidade para a Anvisa, mas quem não está tendo estrutura para acomodar o isolamento é a Costa. A Anvisa tem todos os protocolos dela. Eu queria saber qual o critério que estão usando para eu ficar em isolamento com a minha família sendo que a gente fez exame e deu negativo. Nós estamos em quatro pessoas, passamos o Natal em família, tivemos contato como outras pessoas tiveram também. A gente está bem aborrecido, totalmente insatisfeito e chateado. Nossa vontade é de sair daqui imediatamente”, finalizou.
Passageiros sem Covid-19 desembarcaram, no início da tarde desta segunda-feira (27), no Porto de Santos
Matheus Croce/g1
Posicionamento
Em nota, a Costa informou que, seguindo e respeitando os protocolos de Saúde e Segurança estabelecidos pela companhia juntamente com as autoridades brasileiras e Anvisa, realiza a testagem diária de 10% dos hóspedes que embarcam nos cruzeiros. Dentro do procedimento de segurança, alguns hóspedes testaram positivo para a Covid-19 no Costa Diadema e foram imediatamente isolados, assim como contatos próximos.
Os hóspedes estavam assintomáticos e já desembarcaram em segurança nesta segunda-feira (27), conforme programado. Ainda de acordo com a Costa, o navio obteve permissão para seguir as operações, finalizou o desembarque de todos os passageiros e deu início ao embarque para o próximo cruzeiro, após completa higienização e desinfecção e que 100% da tripulação foi testada.
Questionada, a Prefeitura de Santos informou que as informações sobre casos de Covid-19 em navios de cruzeiros devem ser solicitadas à Anvisa e que a cidade não havia sido notificada pelo Governo do Estado de São Paulo. Já a Secretaria Estadual de Saúde disse que ainda não foi notificada pela Anvisa.
O g1 entrou em contato com a Anvisa, mas não obteve retorno até a última atualização dessa reportagem.
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »