Mundo

Rússia anuncia fim das manobras perto da fronteira ucraniana

Há semanas, países do Ocidente acusam Moscou de reunir dezenas de milhares de soldados para uma possível agressão militar contra a Ucrânia, o que o governo russo nega. Mais de 10.000 soldados russos voltaram às suas bases após um mês de manobras no sul da Rússia, perto da fronteira com a Ucrânia, centro das tensões entre os dois países, informou Moscou neste sábado (25).
O Ministério da Defesa russo disse em um comunicado que os exercícios de “treinamento de combate” ocorreram em vários campos militares próximos à Ucrânia: nas regiões russas de Volgogrado, Rostov, Krasnodar e na península anexa da Crimeia.
LEIA MAIS: Papa pede ‘sério diálogo internacional’ para reduzir tensões na Ucrânia
Como uma eventual invasão russa à Ucrânia pode espalhar o conflito pela Europa
Em seu comunicado, o exército russo não especifica, entretanto, para quais bases as tropas retornaram.
Rússia volta a acusar a OTAN e anuncia reunião com os EUA pra discutir a crise na Ucrânia
“Para garantir um alto estado de alerta durante as festas nas bases militares do distrito militar do sul, unidades de guarda, reforços e forças serão designados para lidar com possíveis situações de emergência”, acrescentou o comunicado.
Por mais de um mês, o Ocidente acusou a Rússia de reunir dezenas de milhares de soldados perto da fronteira com a Ucrânia, com vistas a uma possível agressão militar contra Kiev, algo que Moscou nega.

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »