Litoral

Policiais militares são baleados por dupla encapuzada em Cubatão, SP


Viatura da PM estava estacionada na rua 25 de Dezembro, na entrada da Vila Esperança. Viatura da Polícia Militar foi atingida por diversos disparos de arma de fogo em Cubatão, SP
g1 Santos
Dois policiais militares foram atingidos por disparos de arma de fogo por dois homens encapuzados na Vila Esperança, em Cubatão (SP), na madrugada desta terça-feira (28). Os dois foram socorridos e um deles continua internado. Ninguém foi preso.
O atentado aconteceu, por volta de 2h50, na Rua 25 de Dezembro, na Vila Natal. A viatura da Polícia Militar estava estacionada na rua, na altura da divisa com a Vila Esperança. Conforme apurado pelo g1, dois homens encapuzados surgiram correndo no local e efetuaram os disparos na direção dos policiais.
De acordo com a Polícia Civil, a dupla estava do lado de fora do veículo, foi baleada e conseguiu se abrigar junto à viatura. Os policiais ainda revidaram os disparos. Após o ocorrido, os dois criminosos fugiram do local. Segundo testemunhas, além dos dois, havia outros encapuzados na ação criminosa.
Viatura foi atingida por diversos disparos de arma de fogo em Cubatão, SP
g1 Santos
Os dois policiais foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levados ao pronto-socorro central de Cubatão. Um dos policiais, de 26 anos, foi atingido de raspão no ombro, foi atendido e teve alta médica em seguida.
O outro agente, de 40 anos, foi baleado na perna e no braço. Ele foi encaminhado para o Hospital de Cubatão, onde passou por cirurgia. O local da tentativa de homicídio foi isolado por outras equipes da Polícia Militar, já que havia diversos cartuchos deflagrados pelo local. Até o momento, ninguém foi preso.
Ataques a agentes de segurança pública
No total, seis agentes de segurança pública foram alvejados por disparos de arma de fogo em situações semelhantes nas cidades da Baixada Santista durante o mês de dezembro, sempre fora de confronto. Os últimos quatro casos aconteceram em um intervalo de 48 horas.
No dia 16 de dezembro, dois policiais militares rodoviários foram baleados por criminosos em um carro branco na rodovia Anchieta, em Santos, enquanto prestavam apoio a um operador de tráfego da Ecovias em um acidente. O funcionário da concessionária também foi atingido.
No dia 25 de dezembro, um agente penitenciário de 44 anos foi atingido por cinco disparos de arma de fogo no bairro Rio Branco, em São Vicente. Ele estava chegando do Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente, onde trabalha, quando foi alvejado. Ele foi submetido a intubação, encaminhado para tomografia e está em estado grave na unidade.
Na mesma tarde, outro agente penitenciário de 49 anos foi executado ao atender a campainha da residência dele em Praia Grande. Ronaldo Soares dos Santos também trabalha no CDP de São Vicente. Ele foi socorrido, mas não resistiu.
Ronaldo Soares dos Santos foi executado a tiros em Praia Grande (SP)
Reprodução/Redes sociais
Ainda na noite de sábado, um policial militar de 40 anos foi vítima de uma tentativa de homicídio na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, na Estância São José, em Peruíbe. O policial estava de moto, indo para casa após o término do turno, quando foi surpreendido por dois suspeitos em uma motocicleta, que efetuaram dois disparados de arma de fogo contra ele. O policial atirou de volta e os criminosos fugiram. Ninguém se feriu.
Já na madrugada de 26 de dezembro, um ex-policial militar, de 33 anos, foi executado com tiros de fuzil, na Vila Áurea, em Guarujá. De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é de que os disparos tenham sido feitos de dentro de um carro com quatro homens, quando o ex-PM caminhava pela via com outro homem, que também foi acertado pelos disparos, mas conseguiu sobreviver. Ninguém foi preso.
VÍDEOS: as notícias mais vistas do g1

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »