Litoral

Casal em moto na contramão morre após colidir com carro na rodovia Padre Manoel da Nóbrega


Acidente aconteceu por volta de 21h20 desta sexta-feira (31), no trecho de Peruíbe, no litoral paulista. Casal morre após colidir de moto, na contramão, contra carro em rodovia de Peruíbe, SP
g1 Santos
Um casal de jovens morreu, nesta sexta-feira (31), após trafegar de moto na contramão e bater de frente com um carro na rodovia Padre Manoel da Nóbrega, em Peruíbe, no litoral de São Paulo. O motorista do carro alega que não tinha como desviar da moto e que a visibilidade estava ruim devido à forte chuva.
Segundo a Polícia Civil, o acidente aconteceu por volta de 21h20. O motorista do carro disse que estava fazendo compras com a esposa em um supermercado em Peruíbe, quando notou que havia esquecido o cartão de crédito em casa, em Itanhaém. Então, ele deixou a esposa no comércio e dirigiu para casa pela Rodovia Padre Manoel da Nóbrega.
De acordo com o motorista do carro, a visibilidade estava muito prejudicada devido à forte chuva que caía na região e, também, à falta de iluminação no trecho. Além disso, o movimento da estrada estava intenso naquele horário.
Na altura do km 346, já em Peruíbe, o motorista afirmou às autoridades que viu apenas um farol em sua direção e não teve tempo ou maneira de desviar. Ele diz que, se desviasse para a esquerda iria colidir com outros veículos e, se desviasse para a direita, cairia com o veículo na vala. A motocicleta bateu de frente com carro, fazendo com que os dois ocupantes fossem arremessados com o impacto.
A Polícia Militar Rodoviária (PMR) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e estiveram no local. O motociclista que conduzia a moto, identificado como Wesley Rodrigues Gabriel, de 28 anos, morreu no local. A garupa identificada como Gislaine Benicia de Oliveira Braz, de 25 anos, chegou a ser socorrida com vida, mas morreu no hospital.
O motorista do carro chegou a fazer teste do bafômetro, que acusou 0,26 mg/l de álcool no sangue. Segundo a Polícia Civil, a quantidade é inferior ao limite estabelecido por lei. Ele estava com a CNH vencida, mas afirmou que não sabia do prazo.
O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo na Delegacia de Polícia de Peruíbe. Foram requisitados exames periciais nos veículos envolvidos no acidente. O motorista do carro foi ouvido e liberado.
VÍDEOS: as notícias mais vistas do g1

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »