Litoral

Menino é atingido por tiro no Réveillon, não percebe ferimento próximo ao coração e continua brincando em SP


Menino estava com outras crianças em uma praça de São Vicente, no litoral de São Paulo, quando foi atingido. Ele realizou uma cirurgia, mas não houve necessidade de a bala ser removida. Menino estava brincando e não percebeu que havia sido atingido por uma bala
Arquivo Pessoal
Um adolescente de 13 anos foi internado em Santos, no litoral de São Paulo, após ser atingido por uma bala perdida e o projétil ficar alojado próximo ao coração, durante a virada de ano em São Vicente, cidade vizinha. Em entrevista ao g1, a mãe de Guilherme Carvalho da Silva contou que o menino não percebeu o tiro e continuou brincando em uma praça, mesmo ferido. Ele continua internado, mas passa bem.
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
O caso ocorreu na madrugada do dia 1º, minutos após a virada do Ano Novo, na Praça Cora Coralina, no bairro Catiapoã. A mãe menino, Priscila Sabino da Silva, conta que a família estava reunida na frente do portão da casa onde moram, bem próximo à praça, e as crianças haviam ido ao local para soltar bombinhas.
“A gente havia acabado de cear. Não demorou meia hora, ele desceu com a mão na ferida, dizendo ‘mãe, estou com dor na barriga’, e perguntei se ele estava correndo. Achei que fosse uma indigestão, porque ele tinha acabado de comer e correu. Massageei um pouco a barriga dele, e ele reclamando de dor”, explica a manicure.
Segundo ela, Guilherme continuou reclamando de dor, e quando ela levantou a camisa dele, percebeu que tinha um “furo” na barriga, e um pouco de sangue. Ela percebeu que poderia ser um ferimento causado por uma bala, e decidiu levá-lo urgentemente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Noroeste. No local, foi constatado que, de fato, o ferimento foi provocado por uma arma de fogo.
O menino recebeu os primeiros atendimentos na UPA, e em seguida foi encaminhado a um hospital de Santos. Após exames, foi constatado que a bala entrou na região abdominal, e parou bem próximo ao coração. O menino passou por uma cirurgia, e foi avaliado por um cirurgião torácico. “Os médicos falaram que tem casos que não precisa ser retirada, que retirar é pior do que deixar. Graças a Deus, ele não vai precisar passar por uma nova cirurgia”, agradece Priscila.
Menino estava brincando e não percebeu que havia sido atingido por uma bala
Arquivo Pessoal
Não sentiu o tiro
Priscila afirma que o filho sequer notou que havia sido atingido por uma bala perdida, continuou brincando, e só foi até a mãe quando a dor começou a aumentar. Como ele estava brincando com amigos que soltavam bombinhas, e havia muita fumaça, eles também não notaram que a roupa estava manchada de sangue.
“Ele suportou a dor sem saber que era uma arma de fogo. Graças a Deus, o coração dele está em perfeito estado, não teve nenhum ferimento [no coração], e não vai precisar retirar a bala. Fiquei em estado de choque, é uma sensação inexplicável. A sensação é de que a gente não pode fazer nada para ajudar o próprio filho, fica de mãos atadas”, finaliza. O menino continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas passa bem, conforme relata a mãe.
A Polícia Militar foi acionada para atender ao caso na manhã seguinte, e encaminhou a ocorrência ao 1º DP de São Vicente, onde foi registrada como lesão corporal e disparo de arma de fogo. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a unidade está com diligências em andamento para esclarecer a origem do disparo que feriu o adolescente.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »