Mundo

Mundo registra recorde de 2,4 milhões de casos de Covid em 24 horas


Número foi impulsionado pelos EUA, que pela 1ª vez desde o início da pandemia registrou mais de 1 milhão de infectados em apenas 1 dia. Dados são do ‘Our World in Data’. Pessoas aguardam em fila para fazer teste de Covid-19 em Chicago, nos Estados Unidos, em local de testagem gratuito em 30 de dezembro de 2021. O estado de Illinois registrou 30.386 novos casos na quinta-feira, superando em mais de 9 mil o recorde estadual anterior.
Nam Y. Huh/AP
O mundo registrou um recorde de 2,4 milhões de novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, impulsionado pelos Estados Unidos, que pela primeira vez desde o início da pandemia registrou mais de 1 milhão de infectados em apenas 1 dia (1,08 milhão).
Foi também a primeira vez que o mundo registrou mais de 2 milhões de novos casos (o recorde anterior havia sido registrado em 30 de dezembro de 2021, quando foram contabilizados 1,95 milhão). Os dados são do “Our World in Data”, projeto ligado à Universidade de Oxford.
Apesar da explosão no número de infectados devido à variante ômicron do novo coronavírus, que é altamente contagiosa, o número de mortes segue em queda.
VEJA TAMBÉM:
Chance de hospitalização por Covid é 70% menor com variante ômicron, aponta estudo sul-africano
Brasil corre risco de nova onda silenciosa com variante ômicron e testes escassos?
Cientistas avaliam possível elo entre surgimento de variante ômicron e HIV não tratado; entenda o porquê
Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 pelo mundo, a média de óbitos nos últimos 7 dias caiu abaixo de 6 mil pela primeira vez desde outubro de 2020. O recorde de mortes em 24 horas no mundo segue sendo de 20 de janeiro de 2020: 18.062.
O dia marca também o recorde de óbitos nos Estados Unidos (4.442) e também o dia em que o atual presidente do país, Joe Biden, assumiu a Casa Branca. Atualmente, os EUA têm registrado uma média de 1,2 mil mortes por dia.
Estados Unidos
Mas três pessoas testam positivo para a Covid-19 a cada segundo no país, com Nova York voltando a ser o epicentro da pandemia, e a explosão de novos casos já está afetando o funcionamento de empresas e órgãos públicos nos EUA (veja no vídeo abaixo).
Atualmente, um terço dos paramédicos de Nova York, 21% dos policiais e 18% dos bombeiros estão afastados com Covid-19. No metrô, duas linhas estão fechadas porque os funcionários ficaram doentes.
Aumento de casos de Covid nos EUA afeta funcionamento de empresas e órgãos públicos
VÍDEOS: as últimas notícias internacionais

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »