Litoral

IBGE prorroga inscrições para mais de 2 mil vagas para o Censo 2022 na Baixada Santista


Levantamento da quantidade de vagas por função e município. Os aprovados deverão fazer coleta de dados por aproximadamente três meses. IBGE abre concursos para mais de 200 mil vagas para o Censo 2021
Divulgação
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prorrogou as inscrições para as vagas temporárias do Censo 2022. Ao todo, são 2.012 vagas disponíveis nas cidades da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, divididas em três funções: recenseador, agente censitário supervisor (ACS) e agente censitário municipal (ACM).
Inicialmente, as inscrições poderiam ser realizadas até 29 de dezembro, mas foram prorrogadas até 21 de janeiro, e podem ser feitas no site oficial do certame. A prova será realizada em 10 de abril. Os aprovados deverão fazer coleta de dados por aproximadamente três meses.
Os editais de processos seletivos foram divulgados em dezembro do ano passado. Veja abaixo a quantidade de vagas por função e por município:
Recenseador
Bertioga – 65 vagas
Cubatão – 114 vagas
Guarujá – 276 vagas
Itanhaém – 121 vagas
Mongaguá – 67 vagas
Peruíbe – 75 vagas
Praia Grande – 316 vagas
Santos – 442 vagas
São Vicente – 322 vagas
Agente censitário municipal (ACM)
Bertioga – 1 vaga
Cubatão – 2 vagas
Guarujá – 5 vagas
Itanhaém – 2 vagas
Mongaguá – 1 vaga
Peruíbe – 1 vaga
Praia Grande – 4 vagas
Santos – 6 vagas
São Vicente – 5 vagas
Agente censitário supervisor (ACS)
Bertioga – 7 vagas
Cubatão – 13 vagas
Guarujá – 30 vagas
Itanhaém – 13 vagas
Mongaguá – 6 vagas
Peruíbe – 7 vagas
Praia Grande – 31 vagas
Santos – 48 vagas
São Vicente – 32 vagas
Prefeituras
Ao g1, a Prefeitura de Bertioga afirmou que o posto de coordenação será na Vila do Bem Chácaras. De acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano, entre os preparativos, estão participações em reuniões, fornecimento de mapas e cessão da instalação à sala de coordenação.
A Prefeitura de Guarujá informou que, no município, serão cinco postos de coleta, sendo dois na cidade e três no Distrito de Vicente de Carvalho. Ainda de acordo com a administração, reuniões periódicas estão sendo realizadas com os coordenadores do IBGE, para atuar em sinergia no apoio logístico e técnico à realização do Censo.
Em Itanhaém, a prefeitura informou que serão dois postos de coleta, mas não deu detalhes do local e dos preparativos para a realização da pesquisa.
A Prefeitura de Peruíbe informou que haverá um posto de coleta no município, no prédio da administração, na Rua Nilo Soares Ferreira, 50, no Centro. Um espaço para a instalação do posto de coleta já foi cedido, em tratativas com o gabinete. Além disso, foi realizada, no mês passado, a primeira Reunião de Planejamento e Acompanhamento do Censo (REPAC), com a presença dos secretários municipais e outras autoridades.
Praia Grande disse que contará com quatro postos de coleta do IBGE, que serão posicionados em locais estratégicos. Além disso, a prefeitura afirmou que é responsável por definir os locais e garantir acesso à internet banda larga e condições de segurança aos trabalhadores.
Santos e São Vicente alegaram que as informações sobre o censo são de exclusividade do IBGE. Cubatão afirmou que a administração municipal deve discutir o assunto nos próximos dias. Já Mongaguá não se posicionou sobre o assunto até a última atualização desta reportagem.
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »