Litoral

Mais de 270 presos não retornam após benefício da saída temporária na Baixada Santista


Ao todo, 3.635 presos receberam o benefício entre 23 de dezembro e quarta-feira (5). A quantidade representa mais de 42% da população carcerária das unidades prisionais da região. Novo CPP de São Vicente, SP
Divulgação/Secretaria de Administração Penitenciária
Dos 3.635 presos que receberam o benefício da saída temporária de Natal e Ano Novo na Baixada Santista, região do litoral de São Paulo, 273 deles não retornaram para a unidade prisional, segundo apurado pelo g1 nesta quinta-feira (6). A quantidade de detentos beneficiados com a saída representa mais de 42% da população carcerária da região.
O benefício está previsto na Lei de Execução Penal e com datas reguladas, no estado de São Paulo, conforme Portaria 02/2019, do Departamento Estadual de Execuções Criminais (Deecrim).
De acordo com a Secretaria estadual da Administração Penitenciária (SAP), os presos foram liberados em 23 de dezembro e tinham que retornar à unidade prisional na quarta-feira (5).
Na região, há unidades prisionais nas cidades de São Vicente, Mongaguá e Praia Grande. Somente em Mongaguá 2.126 presos sairam do CPP e 131 não retornaram. O CPP de São Vicente teve o maior percentual, cerca de 14,59% dos presos não voltaram para o presídio após a saída temporária.
Confira os dados abaixo de cada unidade:
Balanço da Saída Temporária de Presos
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »