Litoral

Funcionários de ônibus municipais de São Vicente suspendem greve após pagamento de salário e benefícios atrasados


Segundo o vice-presidente do sindicato da categoria, a continuidade da suspensão da greve dependerá do cumprimento de um acordo. Funcionários do transporte público de São Vicente suspenderam greve após pagamento de salário e benefícios atrasados na quarta (9)
Carlos Abelha/g1
Os motoristas do transporte público de São Vicente, no litoral de São Paulo, suspenderam a greve após o pagamento do salário e benefícios que estavam atrasados. O prefeito Kayo Amado (PODE) sancionou uma lei para o subsídio de R$ 400 mil por mês, durante 11 meses, para que a Otrantur realize o pagamento dos funcionários.
O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários de Santos e Região (Sindrod), José Alberto Torres Simões, disse ao g1 nesta quinta-feira (10) que a empresa realizou o pagamento do salário, vale-refeição e cesta básica na quarta-feira (9). Porém, a suspensão da greve dependerá do cumprimento de um acordo que deve ser cumprido no dia 25 de fevereiro.
“É a data que ela [Otrantur] tem para pagar a primeira parcela do acordo que fez do PLR atrasado e das horas extras. Caso ela não honre a parcela, a gente volta com movimento de greve a partir do dia 26”, explicou.
Segundo ele, mesmo com o pagamento dos atrasados, os funcionários permanecerão em estado de greve até 28 de fevereiro, que é a data do pagamento do mês. “Ela fazendo o pagamento do salário sem atraso é vida que segue. Se ela atrasar, a gente volta com o movimento de greve, mas sempre cumprindo a liminar”.
Trabalhadores da Otrantur fizeram paralisações reivindicando salários atrasados
Matheus Croce/g1
Greve
O serviço foi paralisado parcialmente em 10 de janeiro quando os motoristas se recusaram a sair da garagem no início da manhã. No entanto, o trabalho foi retomado após a promessa da empresa de cumprir com as reinvindicações dos trabalhadores.
Já no dia 19, os motoristas e funcionários da empresa iniciaram uma paralisação parcial por conta de salários e benefícios atrasados desde dezembro. Por determinação judicial, 60% dos ônibus circularam durante o dia, e 100% nos horários de pico sob pena de multa.
Em uma audiência realizada em 21 de janeiro, representantes da empresa, da prefeitura e do sindicato definiram que as partes deveriam se reunir para discussão e elaboração do pagamento dos benefícios e salários atrasados. Além disso, foi decidido, também, que o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários de Santos e Região (Sindrod) ficasse em estado de greve até 31 de janeiro.
Conforme definido também na audiência, em caso de descumprimento de todos os pontos apresentados para resolver a situação dos motoristas, o sindicato podia requerer esses direitos após a data limite determinada.
Na data, a Otrantur confirmou ao g1 a suspensão da greve, e que o estado de greve permaneceria, podendo ser deflagrada a qualquer momento, caso a empresa não cumprisse com os pagamentos até 31 de janeiro. Como o pagamento não foi realizado, a paralisação dos motoristas foi retomada em 1º de fevereiro.
Posicionamentos
Em nota, a prefeitura de São Vicente informou que conseguiu, no dia 3 de fevereiro, com aprovação na Câmara Municipal, a autorização de um subsídio emergencial de R$ 400 mil por mês, pelos próximos 11 meses, para que a empresa Otrantur, responsável pelo transporte público, consiga honrar com o pagamento de todos os trabalhadores e equacionar o seu equilíbrio econômico-financeiro.
Segundo a administração municipal, a implementação do subsídio evita o aumento tarifário, para que o valor não seja transferido à população. Em 2021, a prefeitura já havia concedido subsídio no valor de R$ 300 mil, por nove meses, à concessionária.
A prefeitura reiterou que desde o início da gestão identificou diversos problemas e reclamações dos munícipes que utilizam o transporte municipal e que, por esse motivo, já iniciou um estudo técnico sobre mobilidade no município.
O g1 também entrou em contato com a Otrantur, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »