Litoral

Polícia Ambiental aplica multa de R$ 30 mil após encontrar pássaros em cativeiro no interior de SP


Quatro espécies de aves foram resgatadas e soltas na natureza. Segundo a PM Ambiental, nenhum dos pássaros tinha anilhas de identificação
Divulgação/PM Ambiental
A Polícia Militar Ambiental localizou 15 pássaros mantidos ilegalmente em uma residência em Sete Barras, no interior de São Paulo, e aplicou uma multa no valor de R$ 30 mil ao responsável pelo local. Segundo a polícia, havia quatro espécies de aves silvestres sem anilha de identificação na casa. O flagrante aconteceu na quinta-feira (3).
De acordo com a Polícia Ambiental, uma equipe realizava patrulhamento pelo bairro Itaguá, quando viu um homem que, segundo os agentes, tentou esconder algo quando notou a aproximação das autoridades. Assim, ele foi abordado, e informou que sua “patroa” teria alguns pássaros silvestres em sua residência. A equipe, então, foi até o local.
Algumas aves eram mantidas em viveiro improvisado em Sete Barras, SP
Divulgação/PM Ambiental
Ainda de acordo com a polícia, as aves foram encontradas nos fundos da casa. Seis canários, cinco coleirinhos, três ‘bigodinhos’ e um trinca-ferro eram mantidos em gaiolas e em um viveiro improvisado. Nenhum dos animais possuía anilha de identificação, e alguns apresentavam sinais de captura recente.
Uma multa no valor de R$ 30 mil foi aplicada ao responsável pelo local, que não tinha autorização para a criação de pássaros em cativeiro. A polícia explica que o valor da autuação foi dobrado devido ao fato de a residência estar dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra do Mar. As gaiolas e o viveiro foram destruídos, e os animais soltos na natureza.
Gaiolas foram destruídas em Sete Barras, SP
Divulgação/PM Ambiental
VÍDEOS: As notícias mais vistas do G1

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »