Tecnologia

Elon Musk diz que antenas de internet da Starlink na Ucrânia podem ser alvos da Rússia


Empresário pediu que serviço seja usado com cautela no território e recomendou manter antenas o mais longe possível de pessoas. Serviço de internet Starlink usa antenas para permitir conexão à internet
Divulgação/SpaceX
O bilionário Elon Musk, fundador da SpaceX, recomendou que o serviço de internet via satélite Starlink seja usado com cautela na Ucrânia. O executivo afirmou que os equipamentos de conexão podem ser alvos da Rússia.
O alerta foi feito na quinta-feira (3), cinco dias após o empresário anunciar a ativação da Starlink na Ucrânia. A empresa também enviou ao país antenas e outros equipamentos para a conexão via satélite.
“A Starlink é o único sistema de comunicação não-russo que ainda funciona em algumas partes da Ucrânia, então a probabilidade de ser alvo é alta. Por favor, use com cautela”, disse Musk.
Como empresas de tecnologia se posicionam na guerra na Ucrânia
A outra corrida espacial dos bilionários: SpaceX e Amazon miram internet via satélite
O empresário sugeriu conectar o serviço da Starlink na Ucrânia somente quando for necessário e deixar a antena o mais longe possível de pessoas. Ele também sugeriu o uso de camuflagem para evitar a detecção visual do equipamento.
Initial plugin text
A ativação da Starlink e o envio de antenas à Ucrânia aconteceu após pressão do vice-primeiro-ministro ucraniano, Mykhailo Fedorov. Na última sexta-feira (26), ele pediu que a empresa fornecesse estações de internet ao país.
“Enquanto vocês estão tentando colonizar Marte, a Rússia está tentando ocupar a Ucrânia! Enquanto seus foguetes pousam com sucesso no espaço, mísseis russos atacarão civis ucranianos!”, publicou Fedorov no Twitter. “Pedimos a vocês que forneçam à Ucrânia estações Starlink”.
Initial plugin text

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »