Litoral

Jovem celebra aprovação na USP após alterar sonho por conta da morte da avó por Covid-19


Moradora de Cubatão (SP) pensava em cursar arquitetura. Jovem foi aprovada no curso de Psicologia da USP pelo Sisu
Arquivo Pessoal
Uma jovem de 19 anos mudou de planos após perder sua avó materna em decorrência da Covid-19. A estudante Alessandra Souza, de Cubatão (SP), pensava em cursar arquitetura. Seu apego pela avó, porém, a fez redesenhar seu futuro e migrar para a área da saúde. Ela foi aprovada em psicologia na Universidade de São Paulo (USP) na primeira chamada do Sisu em 2022.
Alessandra detalhou que sua avó testou positivo para a Covid uma semana após receber a segunda dose da vacina. Teresinha completaria 88 anos em maio de 2021, mas veio a óbito um mês antes, no dia 9 de abril, após ficar internada num leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por duas semanas.
Ao g1, a jovem explicou que perder sua avó Teresinha fez com que seus planos para a faculdade mudassem. “Me despertou a vontade de ajudar as pessoas”, conta. A jovem era bem próxima à parente, e sua passagem influenciou seus planos.
Neta diz que era bem próxima a avó
Arquivo Pessoal
Assim, ela decidiu seguir o ensino superior na área da saúde, e passou no curso de Psicologia da USP na primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), em fevereiro de 2022. O sistema utiliza as notas do Enem para classificar os candidatos. A estudante revelou ao g1 que teve uma média de 742,3 na prova, e conseguiu 940 pontos na redação.
Além da carreira, a neta também homenageou a avó em uma tatuagem. Alessandra registrou a assinatura de Teresinha no braço junto a uma flor depois da morte de sua avó. “A tatuagem também é para ela”, finaliza.
Neta homenageou avó em tatuagem
Arquivo Pessoal
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »