Mundo

Casas de oligarcas russos podem ser usadas para abrigar refugiados ucranianos no Reino Unido, diz ministro britânico


Em entrevista à BBC, Michael Gove também anunciou que governo vai pagar 350 libras (R$ 2.300) por mês a quem oferecer acomodação no país a atingidos por conflito. Secretário de Habitação Michael Gove também anunciou que governo vai pagar 350 libras (R$ 2.300) por mês a quem oferecer acomodação no Reino Unido a atingidos por conflito
BBC
As casas e propriedades de oligarcas russos alvos de sanções podem ser usadas para abrigar refugiados da Ucrânia no Reino Unido, disse um ministro britânico neste domingo (13).
Compartilhe essa notícia no WhatsApp
Compartilhe essa notícia no Telegram
Em entrevista à BBC, o secretário de habitação, Michael Gove, afirmou querer “averiguar uma opção que nos permita usar as casas e propriedades de indivíduos alvos de sanções, para fins humanitários e outros propósitos”.
“Há uma barreira legal bastante alta para atravessar e não estamos falando de confisco permanente”.
“Mas estamos dizendo: ‘Você é alvo de sanções, está apoiando Putin, esta casa está aqui, você não tem o direito de usar ou lucrar com ela… Se podemos usá-la para ajudar os outros, vamos fazer isso”, disse Gove durante o programa Sunday Morning, da BBC.
VEJA TAMBÉM
Veja quem são os oligarcas russos próximos do Kremlin
Como sanções mudaram dia a dia dos russos
Criador de perfil que monitora jatinho de Elon Musk tem um novo alvo: bilionários russos
Ele acrescentou que o governo britânico quer tornar mais rígidas as medidas atuais que impedem os oligarcas de vender suas casas no Reino Unido, mas não de morar nelas.
“Se sua riqueza e sua influência estão sendo empregadas para apoiar ou dar conforto a Putin, haja vista o que está fazendo, temo que você tenha que arcar com as consequências”, ameaçou.
Auxílio de R$ 2.300
Gove também anunciou que o governo britânico vai pagar um auxílio de 350 libras (R$ 2.300) mensalmente a quem oferecer acomodação no Reino Unido para ucranianos fugindo do conflito por pelo menos seis meses.
O programa governamental foi intitulado “Homes for Ukraine” (Casa para a Ucrânia, em tradução livre). Interessados devem registar-se numa plataforma que estará disponível a partir desta segunda-feira (14/3).
Questionado se cederia sua própria casa a um refugiado, ele disse que “sim”.
Quem são os poderosos oligarcas que apoiam Vladimir Putin?
“Estou averiguando o que posso fazer”, acrescentou. “Sem entrar em minhas circunstâncias pessoais, há algumas coisas que preciso resolver — mas sim.”
Sobre se o governo foi muito lento para responder à crise, Gove afirmou ser “natural” que os refugiados fossem primeiro para os vizinhos geográficos da Ucrânia, mas que o auxílio mensal era a maneira mais rápida de o Reino Unido ajudar os atingidos pela guerra.
O Reino Unido vem sendo criticado por não receber refugiados ucranianos na mesma proporção que outros países europeus. Ucranianos que queiram morar no país ainda têm que obter um visto. Mas, segundo Gove, o procedimento será simplificado.

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »