Litoral

Governo Federal lança edital para tecnologias que vão viabilizar uso do gás natural do pré-sal na indústria


Lançamento do edital ocorreu em São Vicente, no litoral de São Paulo, e contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes. Lançamento contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes
Matheus Tagé/Jornal A Tribuna
O Governo Federal lançou, nesta quinta-feira (24), um edital no valor de R$ 15 milhões destinado a financiar tecnologias para viabilizar o uso do gás natural presente no pré-sal em diferentes setores da indústria. O lançamento do edital ocorreu em São Vicente, no litoral de São Paulo, e contou com a participação do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes.
O lançamento foi realizado nesta noite, na sede da Associação Comercial e Empresarial de São Vicente, por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. O recurso é oriundo do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT).
Governo Federal lança edital para tecnologias que vão viabilizar uso do gás natural
De acordo com a chamada, há um grande potencial no Brasil para a elevação do uso do gás natural em vários setores da indústria, como siderurgia, alumínio, papel e celulose e mineração, por meio da substituição de outras fontes de energia de pior qualidade técnica e ambiental. O edital vai financiar tecnologias que viabilizem essa mudança em cinco linhas temáticas:
Separação do CO2 e outros contaminantes
Liquefação de gás natural embarcado (Floating Liquefied Natural Gas – FLNG)
Transformação de gás natural em gás de síntese
Transformação do gás de síntese em hidrocarbonetos líquidos (Floating Gas to Liquids – FGTL)
Uso do gás para produção de energia elétrica na boca do poço por meio de usinas instaladas em plataformas gas-to-wire (GTW)
Segundo o ministro, a iniciativa é muito importante para o avanço dos cenários da ciência, tecnologia e inovações no Brasil. “Isso é um exemplo de aplicação. São investimentos que têm um retorno muito grande para o país. Então, startups que quiserem participar têm que entrar no site da Finep e preencher o formulário. Temos que lembrar que a tecnologia ajuda, e muito, na geração de investimentos, empregos, nota fiscal para o país”, destaca.
Marcos Pontes também explicou que as startups têm que apresentar projetos que as indústrias possam utilizar. “É uma cadeia de desenvolvimento, como se fosse um ecossistema, em torno da monetização do gás. Todo recurso colocado para ciência, tecnologia e inovações não são gastos, são investimentos, eles dão retorno rápido e garantido. Está no coração do desenvolvimento econômico e social do país”.
O diretor de Inovação da Finep, Otavio Augusto Burgardt, explicou que ocorrerá uma chamada pública, um período de tempo para que as startups mandem seus projetos. “Isso será avaliado e ranqueado pela Finep”, afirma. De acordo com ele, os R$ 15 milhões poderão ser divididos para diferentes empresas.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »