Litoral

Idoso é preso suspeito de matar cacique a facadas em aldeia indígena no litoral de SP


Suspeito do crime pertence à mesma aldeia indígena do cacique. Caso ocorreu em Itanhaém (SP). Idoso foi preso suspeito de matar cacique a facadas em aldeia indígena no litoral de SP
Reprodução/g1 Santos
Um homem de 60 anos foi preso por suspeita de ter matado a facadas o cacique de uma comunidade indígena em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Osmildo Amândio, de 37 anos, foi encontrado morto dentro da casa dele, na aldeia indígena que fica às margens do Vale do Rio Branco.
Na última terça-feira (22), moradores da comunidade sentiram um odor estranho vindo de uma das residências. Um dos líderes da aldeia foi até a casa do cacique e o encontrou morto no local.
Peritos da Polícia Civil foram até a aldeia e constataram que a vítima havia sido golpeada diversas vezes com uma faca. O corpo estava em estado de putrefação, por isso, a suspeita é de que a morte teria ocorrido dias antes do encontro do cadáver.
A delegada Evelyn Gangliardi, responsável pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém, solicitou exames técnicos para apurar a autoria do crime e isolou a área. Após análise de provas periciais e depoimentos de testemunhas, a polícia identificou o suspeito do crime, um idoso de 60 anos, também morador da comunidade indígena.
Um mandado de prisão temporária foi expedido pela Justiça, e na noite desta quinta-feira (24), policiais localizaram o suspeito, que estava em uma rua próxima à aldeia indígena. Na ocasião, o idoso negou o crime, e decidiu que daria depoimento apenas no Tribunal de Justiça. Ele foi levado para a DIG de Itanhaém, e depois encaminhado para a Cadeia Pública de Peruíbe. A motivação do crime ainda é investigada.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »