Litoral

Guarujá zera ocupação dos leitos de Covid-19 por mais de uma semana


Última internação pela doença foi registrada no dia 21 de março, na enfermaria. Secretaria Municipal de Saúde avalia que o resultado é reflexo da ampliação da cobertura vacinal na cidade. Leitos só para atendimento de pessoas com coronavírus em Guarujá
Arquivo/Prefeitura de Guarujá
A cidade de Guarujá, no litoral de São Paulo, completou oito dias consecutivos sem registro de pacientes internados por Covid-19 nos leitos públicos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria. De acordo com a Prefeitura de Guarujá, a última internação pela doença foi registrada no dia 21 de março, na enfermaria.
A Secretaria Municipal de Saúde informou que a média de ocupação de leitos públicos de UTI para casos de Covid-19 ao longo do mês foi de 9%. Já de enfermaria, foi 3%. Cerca de 65% dos dias de março, a taxa de ocupação na UTI para casos de Covid-19 foi totalmente zerada. Nos últimos oito dias, os leitos públicos para casos de Covid-19, tanto de UTI quanto de enfermaria, permaneceram vazios.
Há aproximadamente um ano, Guarujá sofreu a alta na ocupação de leitos públicos por casos de Covid-19. De acordo com a prefeitura, a maior taxa de internações foi em 2 e 3 de abril de 2021. No primeiro dia, havia 258 pacientes internados, sendo 69 em UTI e 189 na enfermaria. Já no segundo dia, foram 75 munícipes na UTI e 180 na enfermaria.
Vacinação
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o resultado reflete as ações de enfrentamento durante os dois anos de pandemia, sobretudo a recente ampliação da cobertura vacinal. Na cidade, são 20 postos de vacinação distribuídos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Unidades de Saúde da Família (Usafas) de Guarujá e Vicente de Carvalho, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h.
Até a noite da última segunda-feira (28), a Prefeitura de Guarujá vacinou 96% dos adultos com a primeira dose. Da população adulta vacinável, 90% prosseguiram com o ciclo vacinal na segunda dose e outros 48% receberam a terceira dose (reforço). A quarta dose, destinada aos idosos com 80 anos ou mais, teve início na semana passada e já atinge 10% do público-alvo inicial.
Guarujá bate recorde na imunização dos adolescentes, na faixa etária dos 12 aos 17 anos, vacinando acima do que foi inicialmente estimado, com 135% imunizados com a primeira dose. Já o total de crianças de 5 a 11 anos com a primeira dose corresponde a 66%. O percentual contemplado com a segunda dose já ultrapassa 20%, totalizando 661.453 doses aplicadas entre todos os públicos.
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »