Litoral

Morador em situação de rua que emocionou ao cantar em bar no litoral de SP aceita tratamento em clínica de reabilitação


Daniel Dias afirma ter começado a beber para “criar coragem” de pedir comida ou dinheiro na rua. Morador em situação de rua que emocionou em bar irá para uma clínica de reabilitação.
Gyovanna Soares/g1
O morador em situação de rua, Daniel Aparecido Dias, de 42 anos, que emocionou a proprietária e os clientes de um bar e restaurante ao pedir para cantar uma música em uma sessão de karaokê, em Santos, no litoral de São Paulo, aceitou ir para uma clínica de reabilitação. Ele iniciou o tratamento na manhã desta quarta-feira (1).
Daniel conta ter começado a ingerir bebida alcoólica assim que passou a morar na rua. As justificativas foram a depressão, por ter sido abandonado pela esposa; a necessidade de “criar coragem” para pedir dinheiro e comida, e o frio.
Depois que o morador em situação viralizou nas redes sociais cantando a música ‘Vento no litoral’ da banda Legião Urbana, a dona do bar e restaurante Point 126, Vanessa Barros, de 36 anos, recebeu muitas mensagens de pessoas querendo ajudá-lo, entre elas um pastor.
“Contei para ele [Daniel] que tinha um pastor com uma clínica [de reabilitação] em Itanhaém que estava disposto a ajudar. Ele disse que queria”, contou Vanessa.
Força de vontade
Daniel diz estar muito animado para ir à clínica e tomar um banho quente. De acordo com ele, só consegue se lavar quando está calor, pois a água dos chuveiros da praia são muito geladas e tem muita gente de olho.
Ele acrescenta que também está ansioso para dormir em um colchão e tirar a barba. Daniel acredita que não está tão viciado e que a clínica lhe dará conforto e tranquilidade para se restabeleça. “Hoje eu estou com vontade de ‘tomar uma’, mas não vou, porque vou para clínica”, afirma Daniel.
Por fim, ele disse que iria “fumar o último cigarro” antes de ir, porque agora quer mudar de vida e voltar para a igreja. “Voltar para Deus, porque eu gosto da igreja. Ando com a bíblia para cima e para baixo na minha bolsa”, conta.
Depois da repercussão do vídeo, ele acredita que a mãe possa vir encontrá-lo no bar e restaurante e, portanto, pediu para Vanessa avisá-la sobre a clínica, caso apareça.
Sensibilizada com a história de Daniel, a proprietária do bar e restaurante afirma irá visitá-lo na clínica ainda este mês. O não mais morador de rua agradeceu, pois, segundo ele, deve ser “muito triste não ter ninguém para a visita”.
Daniel Aparecido Dias, morador em situação de rua que fez sucesso ao cantar em bar, está animado para ir à clínica e mudar de vida.
Gyovanna Soares/g1
Tratamento
Daniel irá para o Centro Evangélico de Restauração de Vida, localizado em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Gilberto Correia de Lima, de 59 anos, voluntário há cinco anos neste projeto, que tem como foco ajudar pessoas em situação de rua ou com algum tipo de vício, explica que nada é forçado e a pessoa tem que querer ir, assim como Daniel.
Para iniciar um tratamento na clínica, é cobrado um valor simbólico e uma cesta básica daqueles que têm condições. Gilberto afirma, no entanto, que Daniel não terá que pagar nada. Ele garante que unidade oferece tratamento completo para o indivíduo ser reinserido na sociedade.
“Lá há um tratamento. São quatro refeições por dia, tem laborterapia e tem o ensino da palavra para a pessoa se ressocializar. São nove meses de internação, é uma gestação”, conta o voluntário. Gilberto ressalta que no final do tratamento muitos costumam conseguir emprego com parceiros da clínica.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »