Litoral

Motorista de aplicativo é flagrado agredindo passageiro em SP.


Testemunha relata que briga começou quando o veículo parou no semáforo, motorista bateu no passageiro com um objeto. Vítima conseguiu fugir das agressões. Vídeo mostra motorista de aplicativo agredindo passageiro – Divulgação: Guarujá Mil Grau
Motorista de aplicativo é flagrado agredindo um passageiro na Avenida Pedro Lessa, no bairro Aparecida, em Santos, no litoral de São Paulo, na noite da última quarta-feira (8). De acordo com uma testemunha, a briga começou assim que o carro parou no semáforo, e o condutor ‘quebrou’ a vítima. A empresa informou que repudia qualquer ato de violência.
Em imagens gravadas por uma testemunha que não quis se identificar, é possível ver o motorista pegando um objeto no carro, no mesmo momento em que o passageiro também pega algo no banco de trás. O condutor se aproxima, aparentemente uma faca, e agride o homem com o objeto. A vítima corre e consegue fugir. (veja o vídeo acima)
“Quebrou o mano. Quebrou o maluco todinho. É que eu não filmei a briga, mas ‘do nada’ ele [o motorista] foi no carro de novo e aconteceu isso que eu filmei. O sinal abriu e eu tive que ir embora”, contou a testemunha.
Motorista parte para cima do passageiro com um objeto nas mãos
Guarujá Mil Grau
A 99, empresa do aplicativo de transporte, informou que lamenta profundamente o ocorrido com o passageiro. “Assim que tomamos conhecimento do caso, bloqueamos o perfil do motorista e mobilizamos uma equipe que está em contato com o usuário para realizar o acolhimento e prestar suporte necessários. A plataforma está disponível para colaborar com as investigações das autoridades locais”, afirmou, em nota.
A empresa esclareceu também que possui uma política de tolerância zero em relação a qualquer tipo de violência e que repudia veementemente o ato. “O respeito mútuo é a base de tudo e é obrigatório para utilização do aplicativo”, ressaltou.
O g1 entrou em contato com a Polícia Militar, que afirmou não ter sido acionada para atender o caso. A Prefeitura de Santos também informou que não houve chamado para o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) nem para a Guarda Civil Municipal (GCM).
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »