Litoral

Escola de Santos é invadida pela maré alta e alunos ficam isolados em pátio.


Nas imagens é possível ver a água nos corredores, e as salas de aula com folhas e sujeira. Escola de Santos enche com a maré alta e alunos ficam isolados em pátio alagado
A escola estadual Benevenuto Madureira, em Santos, no litoral de São Paulo, ficou alagada por conta da maré alta na última segunda-feira (13) e os alunos tiveram que passar o intervalo em um pátio isolados. Segundo os estudantes, a diretoria não os liberou, mesmo com os corredores alagados e as salas sujas.
Um vídeo obtido pelo g1 (confira acima) mostra a escola com pontos de alagamento tanto nos corredores, quanto em salas de aula. Segundo o autor das imagens, que preferiu não se identificar, durante o intervalo, que começou por volta de 16h, os alunos do Ensino Fundamental foram reunidos no pátio alagado. “A maré já estava subindo no corredor, colocaram os alunos no pátio e fecharam a porta”, disse.
Escola de Santos, no litoral de SP, enche com a maré alta e alunos ficam isolados em pátio alagado na última segunda-feira (13).
Reprodução
Em determinado momento, o vídeo registra o estado de um pátio externo da escola, que também está completamente alagado.
Segundo o autor do vídeo, os estudantes ficaram das 15h15 às 18h20 reunidos no pátio alagado. “Não é justo o aluno ficar dentro da escola com tudo cheio, os alunos vão sair de lá e já vai estar escuro. Correm o risco até de cair em um bueiro ou em um buraco”.
Nas imagens, é possível ver a água nos corredores da escola estadual Benevenuto Madureira, em Santos, (SP).
Reprodução
Secretaria de Educação
A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) informou que os alunos da unidade que estavam no período ficaram no pátio da escola sem correr nenhum risco e que o episódio não foi um problema pontual da escola.
Segundo a Secretaria, a situação já foi normalizada e as aulas seguem normalmente. A pasta ainda ressalta que a Escola Estadual Benevenuto Madureira possui plenas condições estruturais e não oferece riscos aos alunos e funcionários.
Alegou ainda que não há histórico de alagamento crônico nas dependências da unidade e o local não sofreu danos devido ao alagamento causado pela alta da maré. “Há, inclusive, obras de AVCB e telhado em andamento, com investimento de R$ 1.036.902,91. A Diretoria de Ensino de Santos e a Seduc-SP se colocam à disposição da comunidade escolar”, afirmou por meio de nota.
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »