Litoral

Policial salva dois pescadores que passaram quatro horas ‘ilhados’ em Itanhaém: ‘poderiam passar por situação de hipotermia’


Homens ficaram presos na Ilha das Cabras. Pescadores são salvos por policial ambiental após passarem 4 horas ilhados em Itanhaém, SP.
Divulgação/ Polícia Militar Ambiental
Dois pescadores foram resgatados por um policial militar ambiental depois de ficarem quatro horas ‘ilhados’ na Ilha das Cabras, em Itanhaém, no litoral de São Paulo, na última quinta-feira (30). Conforme apurado pelo g1, o agente precisou usar uma boia para que a dupla fosse retirada do local. Segundo a corporação, os dois passam bem.
Conforme relatado à Polícia Militar (PM) Ambiental, os pescadores estavam na ilha desde as 16h. O resgate, por sua vez, ocorreu por volta de 20h, quando o Sargento Israel Oliveira Pinheiro, de 34 anos, retornava para casa após o plantão.
Ainda de acordo com a polícia, o agente foi acionado e informado de que dois homens estavam em situação de risco por ficarem presos na Ilha das Cabras devido à maré alta. “A esposa de um deles estava muito preocupada, pois não conseguia contato telefônico desde o período da tarde”, afirma o sargento.
O resgate
O PM nadou até a ilha, utilizando como boia a bolsa estanque que portava, um equipamento usual dos policias ambientais marítimos, e uma lanterna para poder andar entre as pedras. Lá, ele encontrou os pescadores, que aparentavam estar bem. “Se ficassem naquele local por mais tempo poderiam passar por uma situação de hipotermia”.
Os pescadores então foram levados até a faixa de areia, e o PM utilizou a bolsa estanque novamente. Assim, conseguiu puxar a dupla até a Praia dos Pescadores.
Já em terra firme, eles foram examinados pelo agente, e logo em seguida foram liberados, já que estavam em boas condições físicas.
O agente
Israel Oliveira Pinheiro é policial ambiental desde 2010. Ele, inclusive, foi guarda-vidas na praia onde os pescadores ficaram ilhados, fato que o ajudou a realizar a ação de forma eficaz. “Foi por conhecer o local e entender a fazer a análise da correnteza, assim como o tempo das ondas, que foi possível realizar o resgate”.
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »