G1Litoral

Homem que atirou contra o namorado da ex em SP some e delegada vai pedir a prisão temporária


Medida será tomada caso o autor dos disparos não se apresente à polícia. Foram quatro tiros contra a vítima, que foi atingida de raspão na testa e no ombro. Caso ocorreu em Guarujá, no litoral de São Paulo. Homem tenta matar ‘atual’ da ex-companheira a tiros, mas é desarmado e acaba apanhando
O homem que tentou matar o atual namorado da ex-companheira a tiros em Guarujá, no litoral de São Paulo, está desaparecido. A delegada Lígia Christina Villela, do DP Sede, informou que pedirá a prisão temporária dele, caso não se apresente à polícia.
“Ele ainda não foi detido, está sendo providenciado um relatório visando a localização do autor. Por enquanto, ele está desaparecido. Não está em São Bernardo do Campo [cidade atual dele] e não está em Guarujá. Então, se continuar dessa forma, vai ser representado [pedida] pela prisão temporária dele”, explicou a delegada.
De acordo com Lígia, ele ainda não é considerado foragido. Segundo a delegada, isso só ocorre quando é decretada a prisão temporária.
“A gente está esperando para ver se ele vai se apresentar ou não. Ele não fazendo isso, já foi instaurado o inquérito, e, provavelmente, será efetuado o requerimento para concessão da prisão temporária”, disse.
Segundo a delegada, o atirador não possui porte de arma e não tem passagens pela polícia. “O vídeo é muito claro. Mostra que ele entra, não promove nenhum tipo de conversa. Já chega atirando, impossibilitando qualquer reação de qualquer pessoa que estivesse dentro do estabelecimento”.
Em relação ao homem ter apanhado durante a tentativa de homicídio, a delegada disse que as imagens não demonstram nenhum tipo de abuso nas agressões. “Uma análise preliminar da imagem apenas demonstra [a vítima] fugindo para os fundos e depois tentando desarmar o autor, que só parou de efetuar os disparos porque a arma falhou”.
A delegada explicou que foi feito um contato com a namorada da vítima por mais detalhes para investigação da motivação do crime. “Tem um relatório preliminar, mas, em tese, ela não precisa ser ouvida porque não presenciou os fatos. Ela foi, em tese, o pivô da história”.
O autor da tentativa de homicídio e a ex-companheira teriam terminado o relacionamento há duas semanas e ele não aceitou o fim do namoro.
De acordo com Lígia, a mulher disse não ter sofrido ameaças e que ele nunca foi agressivo durante o relacionamento e que “se surpreendeu com essa atitude”.
O homem de vermelho invadiu a oficina e tentou matar o companheiro da ex dele, que na foto aparece aplicando um mata leão no agressor
Reprodução
Entenda o caso
Um homem tentou matar o namorado da ex-companheira a tiros, mas foi desarmado e apanhou da vítima, em Guarujá, no litoral de São Paulo. O crime teria sido motivado por ciúmes e, até o momento, ninguém foi preso.
De acordo com o boletim de ocorrência, registrado na Delegacia Sede do município, a vítima levou um tiro de raspão na testa e outro no ombro. O criminoso fugiu do local.
O rapaz de 24 anos estava trabalhando em uma oficina no bairro Cidade Atlântica, na tarde da última quinta-feira (14), quando foi surpreendido pelo ex-companheiro da namorada. Segundo a polícia, ele invadiu o local atirando. O proprietário do estabelecimento se envolveu na briga para ajudar o funcionário. Ambos imobilizaram e desarmaram o atirador, que conseguiu se soltar e fugir.
Um funcionário da oficina e primo da vítima, que preferiu não se identificar disse ao g1 que o criminoso agiu com intenção de matar e que a vítima estava sendo ameaçada.
Segundo ele, essa não teria sido a primeira vez que o criminoso ameaçou a vítima. “Teve uma vez que ele ameaçou dizendo que ia vir para cá para matar. Ele não aceitava o fim do relacionamento e a mulher não quer mais ele. Provavelmente ele traiu e ela terminou por causa disso”.
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »