Tecnologia

5G é liberado em Curitiba: veja quais celulares podem receber o sinal e tire dúvidas sobre a tecnologia


Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) tem modelos 5G homologados para receber o sinal. Sinal 4G não irá acabar e funcionará simultaneamente. O sinal 5G foi liberado em Curitiba nesta terça-feira (16). Com a nova tecnologia disponível, que promete facilitar a vida das pessoas não só nos aparelhos móveis, mas também em diferentes áreas do dia a dia, surgem algumas questões. Veja perguntas e respostas sobre a nova tecnologia e conheça os modelos que podem receber o sinal.
O quanto ele é melhor que o 4G (na prática)?
A média da velocidade 4G no Brasil entre as quatro maiores operadoras é de 17,1 Mbps (megabits por segundo), de acordo com um relatório da consultoria OpenSignal de maio de 2021.
O valor pode variar de região para região, da operadora utilizada e até mesmo do horário em que uma pessoa acessa a rede.
O 5G, por sua vez, pode chegar à velocidade entre 1 e 10 Gbps – uma diferença de 100 vezes ou mais em relação ao 4G.
Nem sempre o 5G vai atingir as velocidades absolutas, mas a melhora pode ser significativa.
Conheça as vantagens do 5G em relação ao 4G.
Wagner Magalhães/Arte G1
Essa diferença diz respeito somente à velocidade. Mas o 5G também promete baixa latência, ou seja, um tempo mínimo de resposta entre um aparelho e os servidores de internet – aquele “delay” que acontece em ligações em vídeo, quando é preciso esperar uns segundos até que a pessoa do outro lado veja e ouça o que falamos.
Outra característica do 5G que difere das gerações de rede anteriores é que ele poderá lidar com muito mais dispositivos ligados ao mesmo tempo.
A conexão também será mais confiável, pois um aparelho vai poder se conectar com mais de uma antena ao mesmo tempo.
5G ‘standalone’ e ‘non-standalone’
As versões SA e o NSA usam antenas e frequências dedicadas ao 5G, mas, no caso do segundo, há um compartilhamento do núcleo de rede usado no 4G.
O núcleo de rede é um conjunto de servidores responsável pelo processamento de dados que acontece após o celular se conectar a uma antena.
Ao usar um núcleo 4G na rede 5G, as operadoras aproveitam parte da infraestrutura que existe para oferecer o sinal em um prazo mais curto.
Essa estratégia faz o custo diminuir para as empresas e permite que o sinal seja compatível com mais aparelhos. Por isso, o 5G NSA ainda predomina no mundo.
Segundo a GSMA, que representa operadoras móveis em todo o mundo, 70 países ofereciam internet 5G em janeiro deste ano, mas apenas 16 tinham a versão SA.
Para as pessoas comuns, o 5G NSA oferece praticamente as mesmas vantagens no celular que o SA em termos de velocidade de conexão, de acordo com especialistas.
5G DSS
O 5G SA e o 5G NSA dão a possibilidade de baixar e enviar dados mais rápido inclusive que a conexão DSS, vendida desde 2020 por algumas operadoras com sendo “5G”.
O DSS é uma técnica de compartilhamento de frequências que parte do espectro do 4G para oferecer mais de velocidade, ainda que não seja alcançado todo o potencial do 5G.
No primeiro trimestre de 2022, o 5G DSS registrou 51,7 Mbps (megabits por segundo) contra 21,6 Mbps do 4G, segundo relatório do OpenSignal.
Vai ser mais caro?
As operadoras geralmente não oferecem acesso exclusivo a um tipo de tecnologia de rede, mas cobram pela franquia de dados utilizada.
As empresas, porém, ainda não definiram se haverá reajustes nos preços de pacotes de dados. Essas definições deverão acontecer conforme a tecnologia chegue a uma cidade.
Vai funcionar em um celular que eu já tenho?
Será preciso ter um celular compatível com a tecnologia 5G. Em julho de 2022, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) listava cerca de 60 modelos homologados (veja abaixo).
Há aparelhos partindo de R$ 1,3 mil. Com o tempo, a tendência é que todos incorporem a compatibilidade, assim como aconteceu com o 4G.
Precisa trocar de chip ou de plano?
Até o momento, apenas a Vivo informou que também será necessário trocar o chip somente para acesso ao 5G “standalone” (SA), para que tem aparelhos compatíveis com essa conexão. O modelo de chip está à venda, mas a operadora não informou o preço.
Para acessar o 5G “non standalone” (NSA), todas as operadoras informam que o chip com 4G é suficiente.
Em relação a planos, Vivo e Claro dizem que não cobrarão a mais pelo 5G. A TIM informou que há um plano específico, com um pacote para “turbinar” o serviço com mais 50GB de internet.
Lista de celulares homologados pela Anatel.
Apple
iPhone SE (3ª geração)
iPhone 12 mini
iPhone 12
iPhone 12 Pro
iPhone 12 Pro Max
iPhone 13 mini
iPhone 13
iPhone 13 Pro
iPhone 13 Pro Max
Samsung
Galaxy A22 5G
Galaxy A32 5G
Galaxy A52 5G
Galaxy A52s 5G
Galaxy A13 5G
Galaxy A23 5G
Galaxy A33 5G
Galaxy A53 5G
Galaxy A73 5G
Galaxy M23 5G
Galaxy M33 5G
Galaxy M52 5G
Galaxy M53 5G
Galaxy Z Flip3 5G
Galaxy Z Flip4 5G
Galaxy Z Fold2 5G
Galaxy Z Fold3 5G
Galaxy Z Fold4 5G
Galaxy S20 FE 5G
Galaxy S21 FE 5G
Galaxy S21 5G
Galaxy S21+ 5G
Galaxy S21 Ultra 5G
Galaxy S22 Ultra 5G
Galaxy S22 5G
Galaxy S22+ 5G
Galaxy Note 20 5G
Galaxy Note 20 Ultra 5G
Motorola
Motorola Edge
Motorola Edge Plus 5G
Motorola Edge 20
Motorola Edge 20 Lite
Motorola Edge 20 Pro
Motorola Edge 30 5G
Motorola Edge 30 Pro 5G
Motorola Edge 30 Fusion
Motorola Edge 30 Ultra
Moto G 5G
Moto G 5G Plus
Moto G50 5G
Moto G62 5G
Moto G71 5G
Moto G82 5G
Moto G G100 5G
Moto g200 5G
Xiaomi
Xiaomi 11 Lite 5G
Xiaomi 12
Xiaomi 12 Lite
Mi 10T Pro
Mi 10T
Mi 11
Poco F3
Poco M3 Pro 5G
Poco M4 Pro 5G
Redmi 10 5G
Redmi Note 10 5G
Redmi Note 11s 5G
Redmi Note 11 Pro 5G
Asus
Zenfone 8
Zenfone 8 Flip
Zenfone 7
ROG Phone 5
ROG Phone 5s
ROG Phone 3
Realme
realme GT2 Pro
realme 7 5g
realme 8 5G
realme GT Master Edition
realme 9 Pro+
TCL
TCL 20 Pro 5G
Nokia
Nokia G50
Lenovo
Lenovo Legion Phone Duel
Positivo
Zero 5G
Zebra Technologies
Touch Computer
O 4G vai acabar?
Não. Os celulares atuais continuarão funcionando nas redes 4G, 3G e 2G – essas conexões não deixarão de funcionar.
Por isso, você não precisará de um aparelho compatível com o 5G para usar a internet.
Entenda o que muda com o 5G
Kayan Albertin/g1
g1 PR: vídeos mais assistidos
* Com colaboração de Lucas Ravel e Mariah Colombo.
Veja mais notícias do estado no g1 Paraná.

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »