G1Litoral

Mulher é barrada em penitenciária com drogas sintéticas escondidas no forro da calcinha no litoral de SP


Visitante estava com 480 micropontos de LSD, um microcelular e uma placa para telefone. O detento foi encaminhado para o regime disciplinar. Mulher tenta entrar com drogas sintéticas e itens eletrônicos para visitar irmão na Penitenciária 2 de São Vicente (SP)
Secretaria da Administração Penitenciária/Divulgação
Uma mulher, de 26 anos, foi barrada com 480 micropontos de LSD no forro da calcinha, além de aparelhos eletrônicos escondidos dentro da vagina. O caso aconteceu no último domingo (18) na Penitenciária 2 de São Vicente, no litoral de São Paulo, onde o irmão dela cumpre pena. Após o flagrante, o detento foi encaminhado para o regime disciplinar.
Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) informou a irregularidade foi identificada durante o processo de revista de familiares cadastrados para visitas. As servidoras da unidade prisional notaram alterações nas imagens captadas pelo aparelho de escâner corporal.
Em um local reservado, a visitante confessou que estava em posse da droga sintética e de eletrônicos. Na sequência, de forma voluntária, entregou às funcionárias do presídio o equivalente os micropontos de LSD, um microcelular e uma placa para o telefone.
A jovem foi levada para o Delegacia de Polícia da cidade, onde registraram o boletim de ocorrência e realizaram os procedimentos necessários. A mulher foi suspensa do rol de visitantes da SAP.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »