G1Litoral

PM acusado de tentar matar ex-repórter da TV Tribuna em SP é condenado a cinco anos de prisão


Ainda como parte da pena, o Policial Militar perdeu o cargo público. O Polícia Militar Rodoviário Gustavo Pavlik foi condenado a cinco anos e dez meses de prisão, em São Vicente, SP
g1 Santos/ Reprodução TV Tribuna
O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) condenou o policial militar Gustavo de Souza Militão Pavlik a cinco anos de prisão. Pavlik é acusado de ser o responsável por um atentado contra a ex-repórter da TV Tribuna, afiliada da Rede Globo na Baixada Santista e Vale do Ribeira, Solange Freitas, em novembro de 2020, quando a jornalista era candidata a prefeita de São Vicente (SP).
Segundo apurado pelo g1 nesta quarta-feira (21), o policial ainda perdeu o cargo público, uma vez que a conduta dele foi considerada incompatível com a responsabilidade e o grau de compromisso com o bem comum exigidos pela corporação. “Embora não possa ser considerado tecnicamente como detentor de maus antecedentes, o fato é que sua culpabilidade foi intensa”, diz a sentença.
Solange Freitas foi repórter de rede da TV Tribuna
Arquivo Pessoal
Na época, a ex-candidata à Prefeitura de São Vicente teve o carro alvejado enquanto passava por uma avenida da cidade. O policial militar rodoviário passou pelo julgamento no Fórum de São Vicente e teve a prisão temporária decretada pela Justiça uma semana após o crime. Ele foi encaminhado ao Presídio Militar Romão Gomes, na capital paulista, onde se encontrava até o momento.
Em um rede social, a jornalista comentou o sentença. “Justiça sendo feita! Depois de 17 horas de julgamento, o PM foi condenado em regime fechado pelo atentado que sofri”, disse ela. “As consequências do crime foram especialmente gravosas, em razão da repercussão que o fato gerou, expondo São Vicente como um lugar em que o crime pode influenciar as eleições”, diz a sentença.
Durante as investigações da Polícia Civil, foi apontado que Pavlik era um dos envolvidos no atentado. Por meio dele, os policiais chegaram até outro suspeito, Diego Nascimento Pinto, que teve a prisão preventiva decretada em janeiro, mas permanece foragido. Em setembro de 2021, O Ministério Público pediu ao TJ que tanto Pavlik quanto Pinto fossem à júri popular diante do material do inquérito policial instaurado na época.
Carro de Solange Freitas, candidata a prefeita de São Vicente, é alvo de tiros
Entenda o caso
Solange Freitas e outras quatro pessoas passavam pela Avenida Monteiro Lobato, na Vila Voturuá, por volta das 10h30 do dia 11 de novembro, quando um motociclista se aproximou do veículo e atirou na direção da janela do passageiro. Após disparar, o condutor acelerou a motocicleta e fugiu.
Um vídeo obtido com exclusividade pelo produtor da TV Tribuna Luiz Linna, mostra o momento em que a moto se aproximou do carro da candidata e efetuou os disparos. Depois, acelerou e fugiu.
Carro da candidata à Prefeitura de São Vicente, Solange Freitas (PSDB), foi alvo de balas
G1 Santos
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »