G1Litoral

Menina é salva por funcionários da Ecovias após engasgar com chiclete enquanto dormia: ‘anjos’, diz mãe


Menina chegou a convulsionar e só voltou a respirar após os profissionais realizarem a manobra de Heimlich. Ela ficou internada por 24h e, depois, a família continuou viagem para o Guarujá, no litoral de SP. Eloá engasgou com chiclete enquanto dormia. Ela foi salva por dois funcionários da Ecovias, entre eles Angelo Reis (à direita)
Arquivo Pessoal
Uma menina de 5 anos engasgou com um chiclete enquanto dormia dentro de um ônibus, que estavam em um congestionamento na descida da Via Anchieta, sentido Guarujá, no litoral de São Paulo. Ela foi salva por funcionários da Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI). “São anjos na nossa vida. Não sei como agradecer”, disse a mãe Kamila Oliveira da Silva, de 41 anos.
Kamila contou ao g1, neste sábado (7), que o veículo estava parado na altura do km 40, devido a um acidente, e que a filha Eloá de Oliveira Silva havia dormido. A mãe enviava mensagens para o marido quando percebeu a filha começar a se debater – estava convulsionando.
“Comecei a gritar desesperadamente dentro do ônibus pedindo ajuda, pedindo socorro e tentando entender o que estava acontecendo”, disse ela, que estava acompanhada de outros dois filhos e dos pais. A família é de Campo Grande (MS), passou por São Paulo e resolveu curtir a praia em Guarujá.
Kamila contou que a mãe dela abriu a boca de Eloá retirou parte do chiclete da garganta da criança que, mesmo assim não voltou a respirar.
Naquele momento pessoas já haviam acionado a Ecovias para ajudar e, segundo a mãe da menina, logo um funcionário apareceu, mas também não teve sucesso. Foi quando o operador Angelo Reis, de 41 anos, chegou ao local.
O profissional lembra que o outro funcionário o passou a criança que “já estava um pouco desacordada”. Ambos começaram a se revezar na manobra de Heimlich [compressões abdominais].
Segundo Reis, a menina só começou a esboçar uma reação após a quarta tentativa da manobra, momento em que foi levada à base da concessionária, onde uma ambulância prestou os primeiros socorros e, em seguida, a encaminhou para um hospital em São Bernardo do Campo (SP). “Ela já estava conversando, sorrindo”, lembra.
Logo após a alta, a família de Eloá seguiu com a viagem para o Guarujá, no litoral de SP
Arquivo Pessoal
Viagem continua
De acordo com Kamila, a menina convulsionou e, por isso, permaneceu internada por 24h na unidade de saúde. Eloá ainda passou por exames de sangue, radiografia do tórax e tomografia do crânio, todos com resultados positivos.
Mãe, filha, irmãos e avós seguiram com os planos após a alta hospitalar de Elóa. Eles vieram para o litoral de São Paulo onde vão curtir a praia até a próxima terça-feira (10), quando devem voltar para casa em Campo Grande (MS).
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »