Policia

Principais pontos turísticos de Vitória: conheça praias, parques e museus na capital do ES


Com belezas naturais e arquitetônicas que chamam a atenção, o município de Vitória, capital do Espírito Santo, tem opções de lazer para todos os gostos. Curva da Jurema é opção para banhistas que querem se refrescar no verão
Carlos Alberto Silva/A Gazeta
Com belezas naturais e arquitetônicas que chamam a atenção, o município de Vitória, capital do Espírito Santo, tem opções de lazer para todos os gostos.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Para quem deseja curtir o período de férias, o g1 preparou um guia com atrações desde praias exuberantes a museus em celebração à cultura negra.
Role a página ou clique nos tópicos abaixo para navegar:
Curva da Jurema
Ilha do Boi
Ilha das Caieiras
Paneleiras de Goiabeiras
Parque da Fonte Grande
Palácio Anchieta
Catedral Metropolitana
Espaço Baleia Jubarte
Museu Capixaba do Negro
Projeto Tamar
Confira as opções:
Curva da Jurema
Curva da Jurema em Vitória, ES
Divulgação/Leonardo Silveira/Prefeitura de Vitória
O mar de águas frias e calmas da Curva da Jurema, na Enseada do Suá, é ideal para a prática de esportes náuticos e com estreita faixa de areia para corridas e caminhadas.
O visitante pode admirar a paisagem a partir de um dos quiosques com áreas cobertas, onde são servidos petiscos da culinária capixaba.
A região conta ainda com calçadão, iluminação noturna, lanchonetes e conta com extensa área recreativa, além da estrutura para a prática de tênis, basquete, vôlei e futebol da Praça dos Namorados.
Clique aqui para voltar ao início.
Ilha do Boi
Ilha do Boi em Vitória, ES
Vitor Jubini/Rede Gazeta
Uma das praias mais badaladas de Vitória, a Ilha do Boi é o point dos jogadores de “altinha”.
A praia fica em um dos bairros com o metro quadrado mais caro do Espírito Santo, repleto de mansões e condomínios de alto padrão. No entanto, banhistas podem acessar livremente a orla.
O acesso à Ilha do Boi é próximo à Curva da Jurema, e os turistas podem chegar até a praia de carro, ônibus, a pé ou de bicicleta.
Clique aqui para voltar ao início.
Ilha das Caieiras
Ilha das Caieiras
Gabriel Lordêllo/ Divulgação
O lar da culinária capixaba, a Ilha das Caieiras é um polo gastronômico que abriga uma das mais belas paisagens de VItória, além de um pôr-do-sol de tirar o fôlego.
A ilha abriga uma colônia de pescadores e marisqueiros, ingredientes principais da moqueca e da torta capixaba.
Nas vielas da ilha, é possível encontrar as desfiadeiras de siri e comprar a iguaria a preços atrativos.
Clique aqui para voltar ao início.
Paneleiras de Goiabeiras
Paneleiras
Leonardo Silveira
A produção artesanal de panela de barro é uma das maiores expressões da cultura popular de Vitória e do Espírito Santo. As artesãs estão vinculadas à Associação das Paneleiras, e maioria delas trabalha em um galpão no bairro Goiabeiras.
O galpão tem 32 cabines, todas com bancada, armário e prateleiras individuais. No segundo piso, existe uma área que permite aos visitantes visualizarem todo o trabalho nas cabines e ainda proporciona uma visão incrível para o mangue.
Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 8h às 18h30, e aos domingos, das 8h às 15h. Mais informações no telefone (27) 3327-0519.
Clique aqui para voltar ao início.
Parque da Fonte Grande
Parque da Fonte Grande
Divulgação / PMV
O parque da Fonte Grande está localizado no coração do Maciço Central de Vitória e é um dos maiores remanescentes de Mata Atlântica protegida por lei em área urbana do país.
Em uma área equivalente a mais de 200 campos de futebol, o parque possui trilhas entre a Mata Atlântica e nascentes como Campinho, Mangueiras, Cazuza, Bambuzal, Ganda e D. Jandira.
Visitantes podem ainda avistar toda a baía de Vitória, o manguezal e pontos paisagísticos, históricos e culturais de Vitória e dos municípios vizinho.
De 1° a 31 de janeiro, o parque da Fonte Grande ficará aberto uma hora a mais por dia. Durante o período, o horário especial de funcionamento será das 8 às 19 horas, de terça a domingo. A entrada é gratuita.
Clique aqui para voltar ao início.
Palácio Anchieta
Hélio Filho/Governo do ES
Palácio Anchieta, sede do Governo do Espírito Santo
O Palácio Anchieta, que fica na parte central da cidade, é uma das sedes de governo mais antigas do Brasil.
Foi construído inicialmente para abrigar o colégio jesuíta e, depois, homenageou um dos personagens mais significativos da ordem jesuíta no Brasil: Padre José de Anchieta. O túmulo simbólico do religioso se encontra no local onde era o altar-mor da antiga igreja.
As visitas guiadas e gratuitas acontecem na parte histórica, de terça a sexta-feira, das 9h às 17h; e na antiga residência dos governadores e gabinete, aos sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 16h.
Clique aqui para voltar ao início.
Catedral Metropolitana
Catedral Metropolitana de Vitória
Diego Alves/ PMV
Símbolo da cidade de Vitória, a Catedral Metropolitana foi tombada pelo Conselho Estadual de Cultura, em maio de 1984.
Chama a atenção por sua imponência e por possuir arquitetura eclética com característica neogótica.
Tem como destaque os maravilhosos vitrais de suas paredes.
Visitas monitoradas e gratuitas, de quarta a domingo, inclusive feriados, das 13h às 17h.
Clique aqui para voltar ao início.
Espaço Baleia Jubarte
Espaço Baleia Jubarte é um centro de educação ambiental e cultural
Divulgação/Prefeitura de Vitória
O Espaço Baleia Jubarte oferece conhecimentos sobre vários cetáceos (mamíferos como baleias, botos e golfinhos, que vivem exclusivamente no meio aquático), em especial sobre as baleias Jubarte que, no Brasil, encontram-se, principalmente, na costa do Espírito Santo e da Bahia em seu período reprodutivo.
Esqueletos, réplicas de animais, materiais biológicos e painéis explicativos compõem o acervo do espaço.
Entre junho e novembro, período de observação das baleias Jubarte, o espaço é utilizado como apoio aos embarques turísticos, também com palestras de conscientização sobre a preservação do meio ambiente.
É preciso pagar um ingresso a partir de R$ 5 (meia) para visitar o espaço. O Espaço Baleia Jubarte funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 17h.
Clique aqui para voltar ao início.
Museu Capixaba do Negro
O Museu Capixaba do Negro Verônica da Pas (Mucane) fica em um prédio construído em 1912
Elizabeth Nader
O Museu Capixaba do Negro “Verônica da Pas” (Mucane) é um espaço de convergência de diversos serviços destinados à população, além de um centro de referência à cultura negra.
O edifício conta com auditório, biblioteca, área de eventos, museu e mezaninos.
As portas do espaço ficam abertas de terça a sexta-feira, das 12 às 19 horas. Mais informações no telefone (27) 99873-4596.
Clique aqui para voltar ao início.
Projeto Tamar
Centro de visitantes do Projeto Tamar, em Vitória
Leonardo Silveira/Prefeitura de Vitória
Um dos maiores institutos de conservação de tartarugas marinhas do Brasil, o Projeto Tamar permite visitações em Vitória.
O local conta com três tanques, sendo um com filhotes, um com subadultas e um com adultas, que permite a interatividade entre visitantes e os animais.
Há ainda um auditório para realização de palestras e exibição de vídeos; um museu contendo carapaças e esqueletos de tartarugas marinhas; uma cantina; um parquinho infantil; um mirante com vista panorâmica aos principais pontos turísticos da Grande Vitória e uma loja do Projeto Tamar .
Para entrar, é preciso comprar um ingresso de R$26 (inteira) e R$ 13 (meia). Crianças até 5 anos não pagam.
Clique aqui para voltar ao início.
VÍDEOS: tudo sobre o Espírito Santo
Veja o plantão de últimas notícias do g1 Espírito Santo

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »