Tecnologia

Salesforce, dona do Slack, vai demitir 10% dos funcionários e fechar alguns escritórios


Empresa confirmou que está reduzindo a sua força de trabalho, mas não disse quantos colaboradores serão desligados. Recentemente, Meta e Amazon também fizeram cortes significativos. Logo da Salesforce, dona do Slack
REUTERS/Benoit Tessier
A Salesforce, dona do Slack, disse nesta quarta-feira (4) que cortará cerca de 10% de sua força de trabalho e fechará alguns escritórios como parte de uma reestruturação.
Empresas como a Meta, responsável pelo Facebook, e a Amazon tomaram medidas no ano passado para se preparar para uma recessão profunda, já que os bancos centrais globais aumentaram agressivamente as taxas de juros para domar a inflação de décadas. O Twitter também demitiu metade dos cerca de 7,5 mil funcionários após a aquisição da rede social pelo bilionário Elon Musk.
Até o final de janeiro do ano passado, a Salesforce tinha 73.541 funcionários.
LEIA MAIS:
Mark Zuckerberg anuncia demissão de mais de 11 mil pessoas na Meta
Google e Microsoft vivem mau momento: entenda o que está acontecendo
Como a gestão de Elon Musk no Twitter está sendo vista por especialistas
Amazon confirma demissões nas áreas de dispositivo e serviço
A empresa espera incorrer em cerca de 1,4 bilhão a 2,1 bilhões de dólares em encargos, dos quais cerca de 800 milhões a 1 bilhão de dólares serão registrados no quarto trimestre do ano fiscal de 2023.
“O ambiente continua desafiador e nossos clientes estão adotando uma abordagem mais ponderada em suas decisões de compra”, disse o co-CEO Marc Benioff em uma carta aos funcionários.
O crescimento da força de vendas desacelerou nos últimos quatro trimestres, com a empresa registrando seu crescimento de receita mais fraco nos três meses encerrados em 31 de outubro.
“Como nossa receita acelerou durante a pandemia, contratamos muitas pessoas levando a essa crise econômica que estamos enfrentando e assumo a responsabilidade por isso”, disse Benioff.
A empresa disse que os funcionários afetados nos Estados Unidos receberão um mínimo de cerca de cinco meses de pagamento, seguro saúde e outros benefícios, enquanto aqueles fora do país receberão um “nível semelhante de suporte”.

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »