Policia

Feriados prolongados de 2023: veja dicas para programar viagens de até 4 dias


No ano com sete feriados nacionais, g1 reuniu algumas dicas com prazos para organizar passeios em cidades do país. Aeroporto Internacional de Guarulhos
Reprodução/ Instagram Gru Airport SP
Viajante prevenido sabe que o planejamento é a melhor maneira para economizar e evitar passar sufoco – especialmente com sete feriados nacionais prolongados, todos entre quinta e segunda-feira, em 2023.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Para ajudar nos preparativos, o g1 reuniu dicas com especialistas em turismo, que recomendaram prazos para organizar passeios de até quatro dias com roteiros nacionais.
Vamos começar com o mais óbvio:
É importante planejar as viagens pelo menos 15 dias antes, para poder conseguir preços melhores e não sofrer com imprevistos;
Para comprar as passagens aéreas, o recomendado é confirmar de 30 a 60 dias antes;
Se o destino estiver no raio de 200 km de distância, pode valer mais utilizar o carro, se possível.
Para poder programar as viagens com calma, saiba os prazos e dicas para:
Visitas a grandes centros
Destinos que oferecem bem-estar e natureza
Opções ‘queridinhas do improviso’
Festas populares e minicruzeiros
Passagens e transporte
1. Visitas a grandes centros
Os turistas com planos de sair do interior devem organizar os passeios com até 15 dias de antecedência se planeja visitar os grandes centros, segundo Mariana Aldrigui, que é presidente do Conselho de Turismo do Fecomércio de São Paulo.
Onde encontrar essas experiências: hotéis elegantes, galerias de arte, bares com estilos diferenciados, destinos culinários, entre outras atividades em que a agitação faz parte do divertimento.
Capitais culturais estão entre as tendências de turismo para 2023
Reprodução/ Instagram Caixote Bar
“O público jovem de pequenas cidades está escolhendo destinos mais vibrantes, que envolvem diversão, vida cultural ativa e gastronomia. Por conta disso, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Curitiba, que geralmente estão mais vazias nos feriados, acabam sendo atrativas”, explica Luiz Trigo, professor do curso de Lazer e Turismo na Universidade de São Paulo (USP).
Voltar ao topo
2. Destinos que oferecem bem-estar e natureza
Para quem busca respirar ar fresco: destinos que oferecem áreas de contato com a natureza e espaços para atividades físicas são opções para dar uma escapadinha da rotina.
“Cada vez mais hotéis trazem maior comodidade como spa, piscina, hidromassagem, restaurante, pistas de corridas, esporte, aproveitando a natureza do local”, diz Mariana, também pesquisadora na USP.
A recomendação é ficar atento a promoções na internet para aproveitar essas opções.
Acomodação “glamping”, que traz a prática do acampamento sem deixar a pompa de lado
Reprodução/ Instagram Parador Cambará do Sul
Acampamento sem deixar a pompa de lado: A tendência que deve seguir pelo próximo ano como uma opção de hospedagem é o “glamping”, com instalações luxuosas em áreas de contato com a natureza.
A recomendação é de fazer reservas com 90 dias de antecedência, pois geralmente as vagas são limitadas e assim será possível escolher cada detalhe nas acomodações.
Onde encontrar opções nesta categoria: no interior e área serrana de Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul.
VEJA MAIS DICAS:
📷 Por que você deve tirar fotos da sua mala nas viagens
✈️ Voo atrasado ou cancelado: veja quais os direitos do passageiro
🎫Troca de horário do voo: saiba o que fazer quando ocorrer mudanças da companhia aérea
🐶Pet: veja quais cuidados ter no avião
Voltar ao topo
3. Opções ‘queridinhas do improviso’
Para viagens nacionais: a preferência de destinos que remetem à tropicalidade.
A recomendação de ficar atento aos sites de buscas de hospedagem para planejar a viagem com mais agilidade.
Onde encontrar essas opções: muitos hotéis, tanto no interior quanto nas praias, que oferecem atividades para toda a família, incluindo pets.
Roteiros que incluem atividades como surfe estão entre as preferências para as reservas de verão
Airbnb/ Divulgação
Tendência de reservas em imóveis: locação em destinos de praia, com piscinas e surfe estão entre as locações mais reservadas pelos turistas, segundo um levantamento do Airbnb, que analisou os check-ins realizados entre maio e setembro para a temporada de verão de 2023.
A recomendação é de planejar essas viagens com 30 dias de antecedência.
Praia de Araçaípe, em Arraial D’Ajuda, no extremo sul da Bahia
Turismo Arraial D’Ajuda
Voltar ao topo
4. Festas populares e minicruzeiros
Verifique se há eventos paralelos no local de destino que possam atrapalhar o seu roteiro. Essas atrações podem interferir no orçamento e no tempo gasto em atividades programadas.
Empresas de turismo podem lançar pacotes com preços diferenciados para grandes eventos populares como o carnaval com até um ano de antecedência.
Os minicruzeiros também são uma opção, principalmente para os passageiros de primeira viagem, pois percorrem rotas curtas ao longo da costa brasileira, recomenda Leda De Luca, travel designer e fundadora do blog Ares do Mundo.
As tarifas são geralmente mais baratas nas cabines internas sem janela. É importante verificar as condições e os serviços incluídos na tarifa antes de fazer a reserva.
Monitorar essas ofertas pode permitir boas oportunidades com descontos.
Carnaval de Olinda 2020
Marlon Costa/Pernambuco Press
LEIA TAMBÉM:
Veja as 29 praias brasileiras premiadas por qualidade da água e segurança
Quanto custa comer nas melhores pizzarias do mundo?
Conheça as sorveterias brasileiras premiadas
Voltar ao topo
5. Passagens e transporte
Como escolher o meio de transporte: deve levar em consideração fatores como acessibilidade a atrações, despesas com estacionamento, trânsito intenso e condições climáticas.
Passagens aéreas: “A recomendação é que os passageiros comprem as passagens com uma certa antecedência de 30 a 60 dias. Antes de 60 dias os preços flutuam muito pouco e acaba não sendo um momento ideal”, afirma Mariana. Além disso, prefira voos com trechos rápidos e aeroportos com fácil acesso aos destinos.
Carro: a dica é para verificar as vias de acesso para chegar aos pontos turísticos. “Escolha viagens mais curtas, entre 100 e 200 km do ponto de partida e com acessos mais tranquilos”, completa. Se você estiver na capital de São Paulo, por exemplo, nesta distância tem regiões de montanha e praia para visitar.
Ônibus: as possibilidades para encontrar passagens de ônibus em dias que antecedem feriados são maiores se comparadas com as viagens aéreas, já que empresas aumentam a frota para atender o público. “É preciso escolher o roteiro, evitar aqueles ônibus que vão parando em vários locais. Temos ônibus muito confortáveis, inclusive o ônibus leito que dá para ir tranquilamente”, diz Trigo.
Movimentação de pessoas na Rodoviária Tietê, na zona norte de São Paulo
André Pera/Pera Photo Press/Estadão Conteúdo
Pagamento do transporte: algumas empresas oferecem a opção de parcelamento de passagens e locação de veículos, o que pode ser uma boa solução para quem quer fazer pagamento aos poucos e quando chegar a folga aproveitar para se preocupar com outros gastos.
Pesquisar sobre a região: é importante fazer pesquisas sobre os destinos, incluindo eventos climáticos que possam afetar a viagem, como alertas de tromba d’água em cachoeiras e deslizamentos em regiões montanhosas.
Voltar ao topo
Veja abaixo uma lista com dicas para levar na mala nas viagens:
Imprima e use para não deixar nada para trás
Roberta Jaworski/G1
Initial plugin text
Voo atrasado ou cancelado? Veja os direitos do passageiro

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »