Tecnologia

Demitido do Inpe por Bolsonaro, Ricardo Galvão é o novo presidente do CNPq


Anúncio oficial será feito nesta terça-feira (17); CNPq é uma das agências federais de fomento à pesquisa e responsável pelo pagamento de bolsas de pós-graduação. O físico Ricardo Galvão, 71 anos, é membro da Academia Brasileira de Ciências
Arquivo Pessoal/Ricardo Galvão
O cientista Ricardo Galvão foi escolhido como novo presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O anúncio oficial será feito nesta terça-feira (17) pela ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, em uma cerimônia em Brasília (DF).
Nome reconhecido na área científica, Galvão é professor de física da Universidade de São Paulo (USP) e comandou o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) de 2016 a 2019. Foi demitido após o então presidente Jair Bolsonaro (PL) acusar o Inpe de mentir sobre dados que indicavam alta no desmatamento na Amazônia.
“Mandei ver quem está à frente do Inpe. Até parece que está a serviço de alguma ONG, o que é muito comum”, disse Bolsonaro, à época.
“Ao fazer acusações sobre os dados do Inpe, na verdade ele faz em duas partes. Na primeira, ele me acusa de estar a serviço de uma ONG internacional. Ele já disse que os dados do Inpe não estavam corretos segundo a avaliação dele, como se ele tivesse qualidade ou qualificação de fazer análise de dados”, respondeu Galvão, em 2019.
Diretor do Inpe nega acusações de Bolsonaro e reafirma dados sobre desmatamento
No CNPq, Galvão irá comandar uma das agências federais de fomento à pesquisa e responsável pelo pagamento de parte das bolsas de pós-graduação ofertadas no Brasil, que estão sem reajuste há quase 10 anos.
Galvão foi incluído na lista da revista “Nature” de 10 cientistas que se destacaram em 2019. Em 2021, também recebeu prêmio internacional da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS) na categoria liberdade e responsabilidade científica.
LEIA TAMBÉM:
Ex-diretor do Inpe Ricardo Galvão é escolhido um dos 10 cientistas de 2019 pela revista ‘Nature’
Reajustar bolsas de pesquisa está entre ‘preocupações’ do novo governo, diz ministra
Inpe: desmatamento na Amazônia tem queda de 11% em relação a 2021
Em 2019, Ricardo Galvão rebateu críticas de Bolsonaro em entrevista ao Jornal Nacional

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »