G1Litoral

Atleta achado com lesões em meio a pedras no litoral de SP recebe alta da UTI e ‘começa a lembrar’ de confusão, diz mãe


Arthur de Souza Carvalho, de 22 anos, é de Ribeirão Pires e veio a Guarujá (SP) para passar o Ano Novo com os amigos. Encontrado desacordado, a princípio acreditaram que ele havia sido espancado e, depois, o caso foi registrado como atropelamento. Atleta recebe alta médica após 20 dias na UTI com politraumatismo, em Guarujá, SP
Arquivo Pessoal
O atleta Arthur de Souza Carvalho, de 22 anos, recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após passar 20 dias hospitalizado com politraumatismo [múltiplas lesões no corpo], em Guarujá, no litoral de São Paulo. O jovem estava com amigos na cidade para celebrar o Ano Novo e foi encontrado com o corpo todo machucado por volta das 6h, no meio das pedras, na Praia da Enseada. Ao g1, a mãe do rapaz disse que o filho “começou a lembrar dos fatos”
A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar se o atleta de taekwondo foi atropelado durante a noite de Réveillon. Anteriormente, o treinador do jovem, Marcelo Tsuyama, havia dito a reportagem que a suspeita era de que Arthur tivesse sido espancado, possibilidade que foi descartada pelo documento de internação da vítima e pelo Boletim de Ocorrência – ambos apontam para atropelamento.
A mãe, Rosemeire de Souza Carvalho, de 50 anos, disse que o filho foi para o quarto no Hospital Santo Amaro e que aos poucos começa a lembrar do que pode ter acontecido. “Ele está um pouco confuso, mas tem momentos em que consegue falar um pouco. Ele se lembrou que estava em um festa no quiosque na praia com os amigos”, disse ela.
Ainda segundo Rosemeire, Arthur tinha dito que durante a comemoração houve confusão na rua. “Meu filho disse que se lembra de um carro vermelho e de muita confusão, mas que não sabe de onde começou. Ele contou que ficou sozinho já machucado na Avenida Dom Pedro com a Rua Argentina, na Enseada”, explicou.
A mãe de Arthur pede justiça e uma resposta da polícia. “Eu fico na dúvida do que aconteceu. Eu acho as informações ainda estão desencontradas e, como mãe, não aceito. Eu quero que ele fique bem logo e que consiga esclarecer tudo que aconteceu. Eu quero justiça”, finaliza.
O g1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) que informou que o caso foi registrado como lesão corporal culposa [sem intenção de matar] na direção de veículo automotor pela Delegacia de Polícia de Guarujá, onde é investigado.
A SSP-SP esclareceu ainda que o jovem foi internado na UTI do Hospital Santo Amaro e, de acordo com o prontuário médico, o rapaz foi atropelado. A Polícia Civil ouviu a mãe da vítima e notificou outras testemunhas. Diligências prosseguem para o esclarecimento dos fatos.
Atleta foi internado após sumir durante o Réveillon em Guarujá, SP
Arquivo Pessoal
O caso
Um atleta de taekwondo de 22 anos foi espancado durante a noite de Réveillon em Guarujá, no litoral de São Paulo. Arthur de Souza Carvalho estava com amigos na cidade para celebrar o Ano Novo. O jovem foi internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Santo Amaro com politraumatismo.
O técnico do Arthur, Marcelo Tsuyama, 41 anos, disse ao g1, no dia 05 de janeiro, que o atleta e os amigos saíram de Ribeirão Pires (SP) no dia 31 de dezembro e tinham a previsão de retornar dia 1 de janeiro. “O Arthur e os amigos iriam fazer um ‘bate volta’. Foram de carro para ver os fogos e aproveitar um dia”, disse ele.
Ainda segundo o técnico, um dos amigos contou para a família que eles estacionaram o carro em frente a um quiosque e ficaram se divertindo na praia. Em determinado momento, alguns garotos da cidade começaram a interagir com o atleta. “Recebemos informações que foi com essas pessoas de Guarujá que o Arthur desapareceu da vista dos colegas de Ribeirão Pires”, explicou.
O técnico disse ainda que quando acabou a queima de fogos, os amigos foram procurar Arthur e não o encontraram. “Eles decidiram fazer um boletim de ocorrência de desaparecimento. Com o documento, a polícia e os bombeiros foram acionados e iniciaram as buscas pela região”, explicou ele.
Arthur foi encontrado pelas autoridades, por volta das 6h, no meio das pedras com sinais de espancamento.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »