Politica

Em reunião, generais endossam movimento de Tomás Paiva para ‘tirar política’ dos quartéis

‘Diretriz principal é tirar a política dos quartéis’, diz Camarotti sobre reunião do Alto Comando do Exército
Generais que participaram da reunião do Alto Comando do Exército nesta terça-feira (24) afirmaram concordar com o movimento proposto pelo comandante da força, general Tomás Paiva, para despolitizar os quartéis.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
No encontro, o comandante do Exército repassou aos generais a orientação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para que a política seja retirada do Exército.
Em entrevista à jornalista Natuza Nery, da GloboNews, na última quarta-feira (18), Lula disse que era necessário “não politizar” as Forças Armadas e que não existe exército do Lula nem de Jair Bolsonaro (PL).
“É preciso que os comandantes assumam a responsabilidade de dizer: o soldado, o coronel, o tenente, o general, ele tem direito de voto, de escolher quem quiser para votar”, disse Lula na entrevista.
“Agora, como é um cargo de carreira, ele defende o Estado Brasileiro. Ele não é do Exército do Lula, ele não é do Bolsonaro, não foi do Collor, não foi do Fernando Henrique Cardoso”, afirmou o presidente.
LEIA TAMBÉM
Exército antecipa saída de coronel que discutiu com policiais militares no Planalto no dia 8 de janeiro
Ex-ajudante de ordens de Bolsonaro não vai mais assumir cargo para o qual foi indicado pelo ex-presidente
‘Viramos a página desse problema’, diz Múcio sobre ex-ajudante de ordens de Bolsonaro

Deixe seu comentário sobre esta noticias

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »