Economia

Em 1990, governo Collor anunciava 1ª medida para baratear carros em meio à crise econômica; relembre


Na época, o governo federal anunciou um decreto que reduzia o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Em 1990, governo Collor anunciava primeira medida para baratear carros populares
Em 1990, mesmo com as vendas de carros em baixa e crise econômica, o governo de Fernando Collor publicava um decreto que reduzia o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e anunciava, pela primeira vez, uma política de incentivo aos carros populares zero quilômetro.
Na época, a então ministra da Economia, Zélia Cardoso de Mello, conheceu o primeiro carro a ser vendido com o desconto no imposto. Zélia testou o veículo, examinou o carro e chegou a dar uma volta.
Zélia Cardoso de Mello, então ministra da Economia, em 1990
Reprodução/JN
Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), no ano, apesar da crise, as 11 montadoras instaladas no país empregavam mais de 117 mil trabalhadores, e ainda geravam mais de 5 milhões de empregos indiretos.
Supremo condena ex-senador Fernando Collor
Não demorou para a medida perder efeito e as vendas continuarem caindo. Até o momento, medidas de estímulo à produção e venda de carros populares foram adotadas outras vezes, por diferentes governos, mas nenhuma delas conseguiu impedir o encolhimento do setor.
Ao longo dos últimos 33 anos, o número de fábricas instaladas no Brasil quase dobrou, mas o número de postos de trabalho caiu (101.600) e a geração de empregos indiretos despencou (1,2 milhões) — reflexo da automação das linhas de montagem.
? Nova redução
O governo Lula anunciou nesta quinta-feira (25) que vai reduzir impostos com o objetivo de reduzir o preço final dos carros populares em até 10,96%. A medida valerá para veículos com valor final de até R$ 120 mil.
A expectativa é que a medida gere uma redução de 1,5% a 10,96% no preço final do carro. As medidas, segundo o setor automotivo, podem fazer com que os carros populares novos voltem a custar menos de R$ 60 mil.
Atualmente, o preço de partida do carro zero é de cerca de R$ 68 mil – mais de 50 salários mínimos (hoje em R$ 1.320). Esse valor não considera medidas anunciadas nesta quinta.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »