Mundo

Japão investirá R$ 127,3 bilhões para promover natalidade


Número de nascimentos diminuiu consideravelmente no país nos últimos anos, segundo governo. Fumio Kishida durante discurso no Japão
Reuters
O primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, anunciou na quinta-feira (01) um plano de ajuda para as famílias no valor de US$ 25 bilhões (cerca de R$ 127,3 bilhões na cotação atual) com o intuito de evitar a queda de natalidade no país.
Com duração de três anos, o projeto prevê um aumento das ajudas diretas aos progenitores, apoio financeiro à educação dos filhos e ao pré-natal, além de promover horários de trabalhos flexíveis ou licença para os pais.
As medidas buscam combater o colapso na taxa de natalidade, que caiu para um nível “sem precedentes”.
A intenção é “aumentar a renda dos jovens e a geração que está na idade de criar crianças”, declarou Fumio Kishida em uma reunião com ministros, especialistas e empresários.
O Japão, com 125 milhões de habitantes, registrou menos de 800 mil nascimentos em 2022 — o número mais baixo desde o começo dos registros. Ao mesmo tempo, a proporção de idosos no país aumentou.
O plano levantou críticas, já que até o momento não foram especificadas as fontes do financiamento.
O multimilionário plano do Japão para estimular casais a terem mais filhos
As medidas bilionárias de países asiáticos para reverter queda na natalidade

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »