Guarujá

Bombeiro que morreu após passar mal surfando disse a primo que precisava ‘viver’ para cuidar da filha com Síndrome de Down


Wilson Santos Moya, de 50 anos, morreu na última semana em Guarujá. Bombeiro que morreu após passar mal enquanto surfava no litoral de SP queria ‘viver bastante’ para cuidar da filha
Arquivo Pessoal
O bombeiro aposentado Wilson Santos Moya, de 50 anos, que morreu após passar mal enquanto surfava em Guarujá, no litoral de São Paulo, dedicava a vida para cuidar da filha Heloísa, de 8, que tem Síndrome de Down. Ao g1, o primo do surfista, Marcel Moia da Conceição, de 41, contou que o parente cuidava da saúde para “viver bastante” e ajudar a menina.
Marcel disse que tinha uma “relação de irmão” com Wilson, pois cresceu com o bombeiro. “Ele se aposentou para cuidar dela [filha]. Nas últimas conversas que teve com a família, estava querendo regrar [cuidar] mais ainda a alimentação para poder viver bastante e sempre estar cuidando da filha, bem próximo dela”, conta.
O primo contou que Wilson era humilde e estava sempre pronto para ajudar. “Era conhecido como bombeiro da família, porque qualquer coisa que acontecia era ‘chama o Wilson’”.
De acordo com Marcel, a família sempre foi unida e, por conta disso, Wilson era figura presente e essencial. “Estava sempre pronto para tomar conta, aconselhar, ajudar. Está sendo muito difícil”.
No entanto, ele garante que o legado de amor e ajuda ao próximo que Wilson deixou será eterno. “Uma pessoa incrível em todos os aspectos humanos. A gente não vê defeito. Só de se aproximar dele você ficava bem. Era uma pessoa de energia boa”, enfatizou.
Salva-vidas aposentado morre afogado após passar mal enquanto surfava no litoral de SP
Reprodução/Instagram Wilson Moya
Surfe
Além da filha, a paixão da vida do bombeiro aposentado era o surfe. Marcel contou que o primo era apaixonado pelo esporte. “Acabou indo embora em um lugar que ele amava. Um lugar que, quando estava triste ou alegre, gostava de desfrutar”, finaliza.
Relembre o caso
Wilson Santos Moya, de 50 anos, teve um mal súbito enquanto surfava em Guarujá na tarde da última sexta-feira (2).
O GBMar informou que a vítima foi retirada da água já desacordada por um outro surfista, que estava praticando o esporte no mesmo local quando notou que Wilson caiu da prancha e estava demorando para voltar à superfície.
De acordo com a Prefeitura de Guarujá, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e as equipes tentaram reanimar o bombeiro aposentado por 30 minutos, mas não tiveram sucesso e a morte foi constatada ainda na praia.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »