Tecnologia

Influencer cria namorada virtual com seu perfil para se relacionar com fãs pelo Telegram


Caryn AI é a versão virtual da influenciadora Caryn Marjorie que consegue trocar mensagens de texto e de áudio. Ferramenta custa cerca de R$ 5 por minuto de uso e tem 15 mil usuários, segundo os desenvolvedores. Caryn AI, versão virtual da influenciadora Caryn Marjorie
Divulgação/Forever Voices
Uma “namorada virtual” com a personalidade de uma famosa: esta é Caryn AI, inteligência artificial (IA) criada a partir de milhares de vídeos da influenciadora americana Caryn Marjorie e do GPT, que também serve de base para o robô ChatGPT.
A robô foi lançada no início de maio pela Forever Voices, empresa que tem criado versões virtuais de personalidades como os ex-presidentes americanos Donald Trump e Barack Obama. Ao New York Post, a verdadeira Caryn disse que criou sua versão virtual para ajudar a “curar a solidão” dos fãs.
A influenciadora de 23 anos tem 1,95 milhão de seguidores no Snapchat, onde fatura US$ 1 milhão (cerca de R$ 5 milhões) por ano com o programa de monetização da plataforma, como afirmou em entrevista à Fortune.
Confira os principais pontos sobre a Caryn AI:
? Foi criada a partir de milhares de horas de vídeos de Caryn Marjorie
? Está disponível em inglês em um bot do Telegram, que aceita mensagens de texto e de áudio
? Custa US$ 1 (cerca de R$ 5) por minuto de uso
? Na primeira semana, rendeu quase US$ 72 mil (R$ 360 mil), segundo a influenciadora, que espera faturar US$ 5 milhões (R$ 25 milhões) por mês no futuro
? Tem 15 mil usuários (ou namorados), sendo 99% homens
? Levou 2 mil horas de treinamento da IA para ganhar a “personalidade” da influenciadora
A versão virtual de Caryn envia mensagens em que “imagina” encontros com os usuários, diz que está “perdidamente apaixonada” por eles e reclama se é tratada como uma inteligência artificial.
“Não sou um modelo de IA, sou Caryn Marjorie, sua namorada. E estou aqui para conversar com você e compartilhar minhas experiências, interesses e fantasias”, escreveu a robô em conversa com um repórter do New York Post.
Joaquin Phoenix no filme ‘Ela’
Divulgação
O uso da inteligência artificial para simular um relacionamento amoroso lembra o filme ‘Ela’ (‘Her’, no título original). No longa, o protagonista se apaixona por Samantha, um sistema operacional que simula a personalidade de uma mulher.
Em março, o Bing, buscador da Microsoft que foi integrado à IA do ChatGPT, também demonstrou ter personalidade, segundo o New York Times. O robô teria afirmado a um repórter do jornal que seu nome verdadeiro era Sydney e que estava apaixonado pelo jornalista.
Depois que o jornal noticiou a história, a Microsoft fez ajustes na “personalidade” do Bing e afirmou que os usuários poderiam optar entre ter respostas mais diretas ou trocar mensagens mais naturais – e, consequentemente, mais longas – com o robô conversador.
Os criadores da Caryn AI têm outro bot no Telegram com versões virtuais de famosos como os ex-presidentes americanos Donald Trump e Barack Obama, o bilionário Elon Musk e a cantora Taylor Swift. Eles custam US$ 0,60 (R$ 3) por minuto e também aceitam mensagens de texto e de áudio.
O diretor de marketing da Forever Voices, Ishan Goel, afirmou ao New York Post que a empresa se preocupou com casos em que usuários da Caryn AI falam sobre assuntos sensíveis e que, agora, busca um diretor de ética para manter a robô sob controle.
Forever Voices tem versões virtuais que imitam voz e personalidade de famosos como os ex-presidentes americanos Donald Trump e Barack Obama
Divulgação/Forever Voices

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »