Geral

City avassalador, fim de fila na Itália e ‘pipocada’ de gigantes: Confira resumo da temporada europeia de futebol

A temporada europeia de futebol 2022/23 chegou ao fim neste sábado, 10, quando Manchester City e Inter de Milão se enfrentaram em Istambul, na Turquia, pela final da Champions League. Os citizens levaram a melhor e conquistaram o título inédito, vencendo o jogo por 1 a 0 com gol do meia Rodri. A conquista do City consagrou a equipe de Pep Guardiola, que conquistou a tríplice coroa ao também derrotar o Manchester United na final da Copa da Liga e superar o Arsenal na Premier League. A temporada foi marcada por grandes disputas, como a na França e na Bélgica, por títulos históricos, como o visto na Itália, e por gigantes deixando a glória escapar por pouco na Inglaterra e na Alemanha. Além disso, outro destaque da temporada foi o desempenho das equipes italianas nas competições europeias, chegando à final da Champions, da Liga Europa e da Conference League. Confira um resumo da temporada das principais ligas nacionais e nos torneios europeus.

Alemanha

Na Alemanha, a disputa normalmente é bem tranquila para o Bayern de Munique. Entretanto, os bávaros passaram por um sufoco nesta temporada. Em meio a problemas de elenco, demissão de treinador e desempenho fraco na Liga dos Campeões, a equipe quase perdeu a hegemonia nacional para o Borussia Dortmund. O time de Marco Reus chegou a estar com as duas mãos na taça na última rodada, onde precisava apenas vencer o Mainz 05 (9º colocado) jogando em casa. Mesmo assim, o Dortmund empatou em 2 a 2 e viu o Bayern vencer o jogo contra Colônia por 2 a 1 e ser campeão alemão. Outro destaque foi o modesto Union Berlin, que superou as expectativas e terminou a Bundesliga na quarta posição, se classificando para a Liga dos Campeões na próxima temporada. Do outro lado da tabela, o tradicional Schalke04, que havia retornado à Bundesliga nesta temporada, voltou a ser rebaixado, amargando a penúltima posição na tabela.

Bélgica

O campeonato belga pode não ser o mais famoso do mundo, mas promoveu uma das decisões mais eletrizantes desta temporada. Depois da temporada regular, os quatro melhores time do campeonato participaram de um quadrangular final entre si. Neste cenário, Genk, Royal Antwerp e Saint-Gilloise chegaram à última rodada com chancesd e título, com Genk e Royal Antwerp se enfrentando. No primeiro tempo, o Genk abriu o placar e, no intervalo das partidas, era o campeão belga. No começo da segunda etapa, o Saint-Gilloise abriu o placar e era o campeão do torneio até tomar a virada para o Club Brugge e perder por 3 a 1. Na outra partida, o Royal chegou a empatar, mas viu o Genk fazer 2 a 1 aos 30 minutos do segundo tempo e a situação ficou assim até os 49. Isso porque o zagueiro veterano e lenda do futebol belga Alderweireld acertou um lindo chute de fora da área, empatou o jogo em 2 a 2 e garantiu o título para sua equipe, o primeiro desde 1957. 

Espanha

Na LaLiga, o Barcelona voltou ao topo depois de três temporadas longe do topo. Mesmo com um elenco sendo remontado, o técnico Xavi conseguiu superar os rivais Atlético de Madrid e Real Madrid para garantir o 27º título da equipe da Catalunha. O Real Madrid, que vinha do título da Champions na temporada passada, passou longe do título, amargando 10 pontos de diferença para o líder Barcelona. Outro destaque positivo foi a Real Sociedad, que ficou na quarta posição e voltou à Champions depois de 10 anos fora da maior competição de clubes da Europa. Do outro lado, o Real Valladolid, time de Ronaldo Fenômeno, foi rebaixado na 18ª posição do torneio. Equipes tradicionais, como Valencia e Celta de Vigo escaparam por pouco do rebaixamento. O Espanyol, rival local do Barcelona, acabou sendo rebaixado. 

França

Na França, terminou mais uma temporada sem grandes surpresas, com o PSG superando os rivais e conquistando seu 11º título francês da história, o 9º nas últimas 11 temporadas. O título demorou mais do que o esperado para se confirmar, vindo apenas na 37ª rodada, a penúltima, quando o PSG abriu quatro pontos de vantagem para o Lens e não poderia ser alcançado em apenas uma rodada. O Lens acabou ficando na segunda posição com 84 pontos, apenas um a menos que o PSG, enquanto o Olympique de Marselha vai para a fase preliminar da Champions. Equipes tradicionais nas competições europeias, Monaco e Lyon não conseguiram se classificar para nenhum torneio. Mesmo com o título, a temporada do PSG é vista como uma decepção, já que o time foi eliminado precocemente da Champions e não terá Messi e Sergio Ramos para o próximo ano.

Holanda

Quebrando a sequência de títulos do Ajax nas últimas quatro temporadas, o Feyenoord conseguiu se sagrar campeão holandês pela 16ª vez, a prmeira desde a temporada 2016/17. O Ajax, por sua vez, maior campeão do país, não conseguiu nem se classificar para a Champions, amargando a 3ª posição geral, atrás do PSV. Outros times reconhecidos do país, como o Az Alkmaar e o Twente, conseguiram bons desempenhos e disputarão a Conference League.

Inglaterra

A temporada na Inglaterra foi marcada pela arrancada do Arsenal no começo da temporada e pela queda do time de Mikel Arteta na reta final, quando, depois de liderar boa parte do campeonato, viu o Manchester City tomar a ponta e vencer o torneio pela 7ª vez, a quinta nos últimos seis anos. Na parte de cima da tabela, o Newcastle conseguiu garantir o retorno à Liga dos Campeões, com a quarta colocação geral, superando o Liverpool, que vai para a Liga Europa, e Chelsea e Tottenham, que não disputarão torneios internacionais no próximo ano. O Leicester City, campeão da temporada 15/16, teve um desempenho abaixo do esperado e foi rebaixado, ao lado de Leeds e Southampton. 

Itália

Depois de 33 anos de jejum, o Napoli voltou a conquistar o título do Campeonato Italiano, contando com grandes atuações Osimhen, Kvaratskhelia, Kim Min Jae e outros craques de seu elenco. Em segundo lugar, veio a Lazio, que conseguiu seu melhor resultado desde o título em 1999-00. Inter e Milan completam o top 4 e garantiram vaga na Champions do próximo ano. No campo, a Juventus chegou a ficar empatada com a Inter em 72 pontos, à frente do Milan, mas a equipe foi penalizada em 10 pontos por violações de ganho de capital. Na ponta de baixo da tabela, um jogo curioso deverá definir o último rebaixado. Isso porque Spezia e Hellas Verona terminaram empatados com 31 pontos e disputarão uma partida em campo neutro para definir quem será o rebaixado. Cremonese e a tradicional Sampdoria completam o Z3. 

Champions League

A edição deste ano da Champions foi marcada pelo desempenho do Manchester City, que marcou 18 gols na fase eliminatória e eliminou superpotências, como Bayern de Munique e Real Madrid, com direito a goleada por 4 a 0 contra os merengues. Além disso, o futebol italiano teve destaque, ao ter três times (Napoli, Inter e Milan) entre os 8 melhores do torneio. Por outro lado, times tradicionais como Barcelona, Atlético de Madrid e Juventus tiveram rendimento inferior ao esperado e não conseguiram nem avançar de fase, com o time da capital espanhola ficando em último no grupo. 

Liga Europa

O segundo maior torneio da Europa contou com a presença de gigantes, como Manchester United, Roma, Arsenal e PSV já na primeira fase. No entanto, foi com a chegada dos times da Champions que o torneio ganhou forma. Logo nos play-offs, o Manchester United eliminou o Barcelon em um dos maiores jogos da temporada. Outros gigantes, como Arsenal, Juventus e o próprio United acabaram caindo ao longo do mata-mata, até que Roma e Sevilla chegassem à decisão do torneio. Os espanhois levaram a melhor e conquistaram o título nos pênaltis após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar. Com isso, os espanhóis se isolaram ainda mais como clube ocm maior número de títulos do torneio: 7.

Conference League

Em seu segundo ano de existência, a Conference League contou com a participação de equipes tradicionais, como Basel, Lazio e Nice. Entretanto, o destaque foi para Fiorentina e West Ham, que disputaram a grande final do torneio. Na decisão, o jogo caminhava para a disputa de pênaltis, já que a partida estava empata em 1 a 1 até os 90 minutos. Mas o West Ham conseguiu marcar o segu segundo gol com Bowen, garantindo o título do torneio. Um dos destaques do jogo foi o brasileiro Lucas Paquetá, que deu a assistência para o gol decisivo.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »