Guarujá

Falcão anuncia demissão do Santos FC em respeito à torcida e nega ter cometido importunação sexual


Ex-jogador da seleção, treinador, comentarista esportivo e agora coordenador de futebol do Santos FC foi denunciado por suspeita de importunação, na manhã desta sexta-feira (4), na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM).O Santos FC confirmou a saída do profissional. Paulo Roberto Falcão, coordenador de futebol do Santos FC, foi denunciado por importunação sexual
Alexsander Ferraz/A Tribuna Jornal
O ex-jogador da seleção brasileira Paulo Roberto Falcão pediu demissão do cargo de coordenador de futebol do Santos FC nesta sexta-feira (4). Ele foi denunciado na polícia por suspeita de importunação sexual. A vítima abriu Boletim de Ocorrência na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santos.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Por meio das redes sociais, Falcão afirmou: “Em respeito à torcida do Santos Futebol Clube, pelos recentes protestos diante do desempenho do time em campo, decidi deixar o cargo de coordenador esportivo”, disse.
Falcão ressaltou que o primeiro sentimento dele, ao tomar a decisão, é de defender a imagem da instituição. “Sobre a acusação feita nesta sexta-feira, que recebi com surpresa pela mídia, afirmo que não aconteceu”.
Falcão é denunciado por suspeita de importunação sexual por funcionária de apart hotel
Falcão encostou órgão genital no braço de funcionária duas vezes em três dias, diz advogada
Suspeita de importunação sexual
Paulo Roberto Falcão anuncia demissão em respeito à torcida do Santos FC e nega ter cometido importunação sexual
A Tribuna Jornal e Reprodução/Instagram
Falcão foi denunciado por importunação sexual na manhã desta sexta-feira (4) por uma funcionária do apart hotel onde mora em Santos, no litoral de São Paulo. O caso foi registrado na polícia do município.
Uma recepcionista do local afirmou à polícia ter sido importunada por Falcão, que desde agosto de 2022 é coordenador esportivo do Santos FC. Com base no Boletim de Ocorrência (BO), a autoridade policial, a fim de preservar a intimidade da vítima, decidiu resumir as informações no documento.
O texto diz, ainda, que como “os atos” de Falcão “não deixaram vestígios”, não será necessário exame de corpo de delito.
O g1 não localizou a defesa de Falcão até a última atualização desta matéria.
Initial plugin text
Importunação sexual: o que é e como denunciar?
Segundo o Código Penal, importunação sexual é “praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. Ou seja, é praticar qualquer ato de cunho sexual sem o consentimento da vítima. A pena para o crime é de 1 a 5 anos de reclusão.
“É aquele beijo forçado, um toque, um apalpar, para satisfazer a si próprio sem que a vítima tenha dado consentimento em relação a isso. O ponto central desse crime é a ausência de consentimento”, explicou a advogada especialista em gênero, Maíra Recchia.
Importunação sexual: o que é e como denunciar?
Trajetória no esporte
Paulo Roberto Falcão, de 69 anos, nasceu em Abelardo, Santa Catarina. Antes de ser dirigente de futebol foi jogador, treinador e comentarista esportivo.
Volante em campo, estreou nos gramados com a camisa do Internacional, em 1973, onde permaneceu até se transferir para a Roma, da Itália, em 1980. Pendurou as chuteiras em 1986 com a camisa do São Paulo.
Coordenador esportivo do Santos, Paulo Roberto Falcão
Raul Baretta/Santos FC
Com a camisa da seleção brasileira principal fez 34 jogos e sete gols. Esteve nas listas de convocação por dez anos, entre 1976 e 1986.
Logo após ter encerrado a carreira, em 1990, assumiu o comando técnico da seleção por um anos. Depois foi técnico do América (México), Internacional, Bahia, Sport, além do Japão.
Em 2022, após anos como comentarista esportivo, Falcão foi convencido pelo presidente do Santos FC, Andres Rueda, a assumir o cargo coordenador esportivo.
VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »