Guarujá

Guarda municipal morto na frente da namorada no litoral de SP sonhava em ser delegado federal


Pedro Luís Rocha Sales, de 23 anos, cursava o primeiro ano da faculdade de Direito. Ele era da capital, trabalhava em Cubatão (SP) e foi morto em São Vicente. Guarda municipal morto na frente da namorada no litoral de SP sonhava em ser delegado federal
Arquivo Pessoal/ Polícia Civil
O guarda civil de Cubatão (SP), de 23 anos, morto na frente da namorada durante um assalto em São Vicente, no litoral de São Paulo, teve o sonho de se tornar delegado da Polícia Federal interrompido. Pedro Luís Rocha Sales chegou a ser socorrido, levado ao Hospital Vicentino, mas não resistiu aos ferimentos.
A vítima e a namorada estavam no semáforo quando dois assaltantes se aproximaram de motocicleta e anunciaram o assalto. A jovem, de 21 anos, desceu da garupa e correu. A vítima reagiu e foi baleada durante troca de tiros. (leia mais abaixo)
O secretário de Segurança Pública e Cidadania de Cubatão, Pedro Sá, contou ao g1 que o guarda atuava na equipe desde 2002. Ele revelou aos companheiros sobre os objetivos pessoais. O titular da pasta disse, ainda, que o jovem era filho único, natural de São Paulo e cursava o primeiro ano de Direito.
“Ele tinha passado em outros concurso na cidade, mas escolheu continuar servindo a guarda civil e contribuir para a segurança de Cubatão”, disse o secretário.
Pedro Sá ressaltou a inteligência da vítima e o bom relacionamento com os companheiros. “Nunca contestou uma ordem. Eu acredito que se não tivesse acontecido o que aconteceu, ele chegaria na realização do sonho dele”, finalizou Sá.
Lamenta morte
Em nota, a Secretaria de Segurança Pública e Cidadania de Cubatão informou que, “instintivamente, o guarda teria reagido, sendo baleado quatro vezes e a pessoa que estava na garupa não se feriu”.
A Prefeitura de Cubatão lamentou o ocorrido e destacou que Luís era um profissional exemplar. Disse, ainda, que oferece todo suporte à família. Por ser natural de São Paulo, o velório e sepultamento serão na capital.
Guarda reage a assalto e é morto na frente da namorada no litoral de SP
Reprodução g1
O caso
Pedro foi morto na noite da última sexta-feira (4) em São Vicente, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1, o casal estava de motocicleta e foi abordado pela dupla criminosa na Avenida Marechal Deodoro, assim que o parou no semáforo, na esquina com a Avenida Monteiro Lobato.
A namorada da vítima contou à polícia que uma motocicleta branca se aproximou, o garupa desceu do veículo e apontou uma arma para Pedro e para ela. A mulher, disse ter saído correndo.
Ainda de acordo com ela, o guarda reagiu à ação dos criminosos e houve troca de tiros. O GCM foi baleado nas pernas, no tórax e abdômen. Ele foi socorrido com vida e levado ao Hospital Vicentino, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »