Guarujá

Motociclista tem nariz cortado por linha de pipa com cerol no litoral de SP


Vinícius Prado, de 27 anos, precisou levar pontos no nariz. Dono da pipa chegou a pedir desculpas após o caso em Guarujá (SP). Vinícius Prado, de 27 anos, precisou levar pontos no nariz após ser atingido por linha de pipa em Guarujá (SP)
Arquivo Pessoal
Um motociclista teve parte do nariz cortado por uma linha de pipa em Guarujá, no litoral de São Paulo. O trabalhador portuário Vinícius Prado da Silva Machado, de 27 anos, precisou levar pontos no rosto após o acidente. Ao g1, ele descreveu o momento como “assustador” e “agoniante”.
“Quando eu percebi que era linha de pipa, o meu maior medo foi ir para o pescoço”, disse Vinícius sobre o acidente que aconteceu próximo à Praça 14 Bis, em Vicente de Carvalho. O motociclista tinha acabado de passar por uma lombada quando foi surpreendido pela linha.
“Senti algo encostando no meu capacete e muito rápido já senti cortando o meu nariz. Foi quando eu percebi que era uma linha de pipa”, relembrou.
De acordo com o trabalhador portuário, ele teve a reação de fechar os olhos e frear a moto. “A minha sorte foi que eu estava em baixa velocidade”, afirmou o homem. Ele disse ainda que, ao abrir os olhos, se deparou com muito sangue, mas não conseguiu ter a proporção do quanto tinha machucado.
Vinícius foi encaminhado ao Pronto-Socorro, recebeu três pontos no nariz e teve alta no mesmo dia. “Chegou a machucar um pouco os olhos, mas foi na pálpebra, por pouco não pegou dentro. Ainda bem que eu tive a reação de fechar os olhos”, disse.
Segundo o homem, ele recebeu ajuda da população que presenciou o acidente, inclusive do adolescente que estava com a pipa.
“Ele pediu desculpa e os responsáveis dele compareceram no local também. Deixaram o contato comigo informando que qualquer coisa que eu precisasse estariam à disposição”, contou o trabalhador portuário, que agradeceu a Deus por não ter sofrido algo mais grave.
Em nota, a Prefeitura de Guarujá informou que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou atendimento ao caso no domingo (6).
Segundo a administração municipal, o uso de cerol, linha chilena ou qualquer produto semelhante nas pipas é crime, conforme Lei Estadual/SP 10.017/98 e Lei Municipal 3.454/07. “A Guarda Municipal atua nessas ocorrências por meio de denúncias encaminhadas via telefone 153”.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »