Turismo

123 Milhas: Ministério do Turismo considera ‘grave’ o cancelamento de pacotes e fala em investigação


Empresa informou que não emitirá passagens já contratadas da linha ‘Promo’ com embarque previsto de setembro a dezembro de 2023. Devolução será feita por meio de voucher. Agência de viagens 123 Milhas suspende pacotes e emissão de passagens promocionais.
Reprodução
O Ministério do Turismo e o Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), anunciaram neste sábado (19) que devem investigar os cancelamentos de pacotes turísticos da agência de viagens 123 Milhas.
“O Ministério do Turismo considera grave o anúncio da agência de viagens 123 Milhas, nesta sexta-feira (18), de que irá suspender os pacotes e a emissão de passagens de sua linha promocional, afetando viagens já contratadas da linha ‘Promo’, de datas flexíveis, com embarques previstos de setembro a dezembro de 2023”, diz nota do ministério.
Agência de viagens cancela pacotes de clientes
A pasta informou ainda que vai avaliar a instauração de um procedimento investigativo junto com a Senacon para que a empresa esclareça as razões dos cancelamentos, identifique todos os atingidos e promova uma reparação de danos adequada.
“Ambos os ministérios estão empenhados na busca de mecanismos que evitem que situações semelhantes voltem a se repetir e na responsabilização de empresas que, porventura, tenham agido de má-fé”, diz o texto..
Anúncio da 123 Milhas
A 123 Milhas anunciou nesta sexta-feira (18) que irá suspender os pacotes e a emissão de passagens de sua linha promocional para viagens entre setembro e dezembro de 2023.
“Devido à persistência de circunstâncias de mercado adversas, alheias à nossa vontade, a linha PROMO foi suspensa temporariamente e não emitiremos as passagens com embarque previsto de setembro a dezembro de 2023”, diz comunicado publicado no site da empresa.
123 milhas: consumidor tem direito a ter o seu dinheiro de volta; veja o que alegar
Voucher de reembolso não cobre valor da passagem cancelada, diz cliente
A companhia informou que está devolvendo integralmente os valores pagos pelos clientes. A devolução será feita em “vouchers acrescidos de correção monetária de 150% do CDI, acima da inflação e dos juros de mercado, para compra de quaisquer passagens, hotéis e pacotes”.
Segundo a agência, esses vouchers poderão ser usados em produtos da 123 Milhas. No comunicado, entretanto, a empresa não deixou claro se haverá ressarcimento em dinheiro, para uso além de seus serviços.
“Nós entendemos que essa mudança é inesperada e lamentamos o inconveniente que isso possa causar. Para nós, manter a sua confiança é o mais importante. Por isso, estamos fazendo o possível para minimizar as consequências deste imprevisto”, diz a nota da companhia.
Perguntas e respostas sobre a suspensão da linha ‘Promo’
Passagens já emitidas serão mantidas?
Sim. Para quem já recebeu a passagem, o localizador ou o e-ticket, a viagem está confirmada.
Como ficam os pedidos ainda não emitidos?
Os pedidos da linha “Promo” com embarques previstos para os meses de setembro, outubro, novembro e dezembro de 2023 não serão emitidos.
Nesse caso, a empresa informou que irá devolver integralmente os valores já pagos pelos clientes. A devolução será por meio de vouchers acrescidos de correção monetária de 150% do CDI, acima da inflação e dos juros de mercado.
E os embarques a partir de janeiro de 2024 pela linha “Promo”?
Nesse caso, a empresa orienta que os compradores já solicitem seus vouchers. A devolução, segundo a 123 Milhas, será feita nas mesmas condições dos clientes que embarcariam até dezembro de 2023.
Até quando o voucher ficará disponível?
Os vouchers recebidos pelos clientes da linha “Promo” poderão ser utilizados em até 36 meses a partir da data de solicitação.
Onde solicitar os vouchers?
A solicitação poderá ser feita pelos canais oficiais da agência:
www.123milhas.com ou www.123milhas.com.br, na aba “Promo 123”;
ou pelo WhatsApp (31) 99397-0210.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »