Mundo

Terremoto no Marrocos: brasileiros relatam susto e correria durante tremor


Itamaraty informou que não há notícias de brasileiros mortos e feridos. O terremoto que atingiu o Marrocos nesta sexta-feira (8) deixou mais de mil mortos e assustou pessoas em diversas cidades pelo país. Por volta das 9h40 deste sábado (9), o Itamaraty informou que não há notícias de brasileiros mortos e feridos.
Embora o epicentro tenha sido nas montanhas do Alto Atlas, no centro do território, muitas vítimas estão na cidade histórica de Marrakech, a 71 quilômetros de distância.
Veja relatos abaixo de brasileiros sobre o terremoto:
Moradores do Rio Grande do Sul relatam como foram os impactos do terremoto no Marrocos
Reprodução/ GloboNews
➡️ Gilberto Ferreira, jornalista, Rio Grande do Sul: disse que ouviu o barulho, os tremores e chegou a pensar que era um acidente aéreo. “Eu achei que era um avião caindo”, conta (veja vídeo abaixo).
Quando amanheceu neste sábado (9), ele afirma que encontrou muitos escombros e pessoas que estavam dormindo no chão de praças e nas ruas.
A cidade de Marrakech amanheceu um caos, um cenário devastador”.
➡️ Jean Roque, geólogo, Rio Grande do Sul: relatou que sentiu o tremor entre 45 segundos e 50 segundos (veja vídeo abaixo).
“Ele foi aumentando de intensidade conforme o tempo. Eu estava dentro do quarto do hotel, com minha companheira e minha filha, e foi muito assustador. Foi só aquele instinto de se proteger mesmo, proteger aqueles que a gente ama e realmente foi muito impactante pela duração”, conta.
Não acabava mais o terremoto. Impressionante, o quarto todo tremendo, as coisas caindo, os shampoos caindo no banheiro, o lustre balançando”
Jornalistas no Marrocos contam como foi o terremoto
➡️ Grazi Gervasoni, Boa Vista, Roraima: está viajando a turismo pelo país e no momento do terremoto estava em um hotel no deserto do Saara.
Começou a balançar bastante, as paredes, os lustres, saímos todos correndo do quarto sem entender direito o que estava acontecendo até que percebemos que era um terremoto. Todos estão bem e vamos seguir viagem
Apesar do tremor, ela informou que pretende seguir o roteiro da expedição que tem como próximo destino a cidade de Fez, que fica no nordeste do Marrocos.
Grazi Gervasoni com grupo de brasileiros
Reprodução/ GloboNews
➡️ Tiago Zilli, deputado estadual de Santa Catarina: o político faz parte de uma comitiva composta por autoridades e pesquisadores que viajou até Marrocos para participar de um evento da Unesco. Ele estava em um hotel quando notou os impactos do terremoto.
Começou um terremoto muito forte e assustou bastante. Depois, em seguida deu outro, saímos correndo, todo mundo saiu correndo do prédio. Todos estão bem”
Tiago Zilli, deputado de Santa Catarina, relata situação no Marrocos após terremoto
Reprodução/Redes Sociais
➡️Rui Ramos, secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação de Uberaba, Minas Gerais: estava acompanhado por pesquisadores e autoridades que fazem parte do grupo da prefeitura para participar do Encontro Mundial de Geoparques. Ninguém ficou ferido.
A equipe estava jantando na hora do tremor no hotel. Tremeu muito forte, de cair tudo no chão, garrafas, pratos. Muita gente chorando, gritando, passamos a noite na rua”
Comitiva Uberaba Encontro Mundial Geoparques Marrocos
Rui Ramos/Arquivo
Veja antes e depois do terremoto:
Antes e depois do terremoto em Marrocos
Reprodução/ Globo News

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »