Guarujá

Mãe relata ‘cenário de guerra’ após filha ser morta por bala perdida no litoral de SP: ‘foi muito rápido’


Yasmin Isabel, de 22 anos, estava passando pela rua quando foi atingida na cabeça. Caso aconteceu em Santos (SP). Deisy Araujo lamentou a morte da filha em tiroteio em Santos (SP)
Marco Antonio/TV Tribuna e Reprodução
A mãe de Yasmin Isabel Alves do Carmo, que morreu após ser baleada durante um tiroteio na rua da própria casa em Santos, no litoral de São Paulo, contou que a filha estava indo ao seu encontro quando foi atingida na cabeça.
A jovem foi baleada na cabeça durante uma troca de tiros em uma operação policial na Rua Caminho da Divisa. Ela foi alvejada quando estava passando pela rua, assim como outras duas vítimas que sobreviveram. Um policial também foi baleado durante a ocorrência.
“Ela passou no meio do tiroteio, não viu, foi muito rápido”, disse Deisy Araújo, em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Globo, nesta segunda-feira (11).
Yasmin tinha três filhos pequenos, que estavam com a mãe. Ela iria buscar os meninos para ir a uma festa de aniversário quando foi atingida. Segundo Deisy, a rua estava cheia no momento dos disparos. Ela descreveu a ocorrência como “cenário de guerra”.
Extremamente abalada, a mãe esteve no Instituto Médico Legal (IML) de Praia Grande para reconhecer e liberar o corpo de Yasmin. “Era muito boa”, disse ao lembrar da filha.
Leia também
Jovem morta em tiroteio relatou medo de troca de tiros anos antes de ser atingida por bala perdida: ‘rezo por mim’
Jovem morre ao ser atingida por bala perdida na cabeça durante operação policial no litoral de SP
Entenda o caso
A troca de tiros ocorreu na noite da última sexta-feira (8), na Rua Caminho da Divisa, no bairro Castelo, na Zona Noroeste. De acordo com o boletim de ocorrência, obtido pelo g1, policiais militares realizavam uma operação na região em busca dos suspeitos que assassinaram um sargento na porta de casa em São Vicente.
Troca de tiros aconteceu na Rua Caminho da Divisa, em Santos (SP)
Reprodução
A equipe de policiais desembarcou de uma viatura, para realizar o patrulhamento a pé, e foi surpreendida por um ciclista que sacou uma arma. Ele atirou contra os agentes, que revidaram. No entanto, o suspeito conseguiu fugir.
Após o confronto, foi constatado que um dos policiais, de 30 anos, foi atingido na região do ombro e outras três pessoas – Yasmin e dois homens de 47 e 64 anos – que caminhavam na rua também foram alvejados. A jovem sofreu o disparo na cabeça, enquanto os homens foram atingidos nas pernas.
Todas as vítimas foram socorridas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central. No entanto, Yasmin deu entrada em parada cardiorrespiratória e não sobreviveu. Os outros homens permaneceram internados.
No local do confronto, a polícia encontrou uma sacola com maconha e um celular com manchas de sangue do autor dos disparos contra os agentes. Os policiais seguiram os rastros de sangue até as palafitas, onde encontraram uma sacola com cocaína, crack e uma pistola calibre 9mm.
O caso foi registrado como homicídio, lesão corporal e porte de drogas na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos e será investigado pelo 5º Distrito Policial (DP).

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »