Economia

Dólar abre em baixa, em mais um dia de espera por decisões de juros no Brasil e nos EUA

No dia anterior, a moeda norte-americana recuou 0,31%, vendida a R$ 4,8556, enquanto o Ibovespa caiu 0,40%, aos 118.288 pontos. O dólar abriu em queda nesta terça-feira (19), em mais um dia em que os investidores operam na expectativa por decisões importantes de política monetária. Hoje começam as reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil (BC) e do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).
Às 09h03, a moeda norte-americana caía 0,21%, cotada a R$ 4,8455. Veja mais cotações.
No dia anterior, o dólar fechou com baixa de 0,31%, vendido a R$ 4,8556, no menor patamar do mês até agora. Com o resultado, a moeda passou a acumular quedas de:
0,31% na semana;
1,91% no mês;
e de 8,00% no ano.
Já no mercado acionário, o Ibovespa fechou em queda de 0,40%, aos 118.288 pontos, e passou a acumular:
queda de 0,31% na semana;
avanço de 2,20% no mês;
e alta de 7,80% no ano.

COMERCIAL X TURISMO: qual a diferença entre a cotação de moedas estrangeiras e por que o turismo é mais caro?
DINHEIRO OU CARTÃO? Qual a melhor forma de levar dólares em viagens?
DÓLAR: Qual o melhor momento para comprar a moeda?
O que está mexendo com os mercados?
O dia não conta com divulgações muito importantes na agenda econômica global, mas o pregão segue marcado pela tensão que antecede as decisões de política monetária, principalmente nos Estados Unidos.
A maioria do mercado espera que o Fed mantenha as taxas de juros do país, hoje entre 5,25% e 5,50% ao ano, inalteradas, depois de dados da inflação de agosto na última semana virem em linha com o que era esperado.
No entanto, a continuidade do avanço no preço das commodities, sobretudo o petróleo adiciona uma preocupação aos investidores e especialistas, porque essa alta pode acabar gerando, uma vez mais, a choques inflacionários.
Também começa hoje a reunião do Copom, e a expectativa geral é que o comitê promova mais um corte na Selic, taxa básica de juros, hoje em 13,25% ao ano. A maior parte das projeções apontam para uma queda de 0,50 ponto percentual nos juros, assim como ocorreu na última reunião da instituição, mas há quem acredite na possibilidade de um corte de até 0,75 ponto percentual.
Entenda o que faz o dólar subir ou descer

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »