Turismo

Procon-SP registra mil reclamações envolvendo agência de viagens 123 Milhas desde sábado


Órgão notificou a empresa, pedindo esclarecimentos sobre as medidas anunciadas na sexta-feira (18) e disse já ter recebido relato de muitos consumidores que não estão sendo atendidos pela agência. Aeroporto de Congonhas
Reprodução/TV Globo
O órgão de defesa do consumidor de São Paulo, Procon-SP, registrou mil reclamações relacionadas à agência de viagens 123 Milhas no último final de semana. Em todo o mês de julho, o número de registros foi de 247.
Na sexta-feira (18), a empresa anunciou a suspensão de pacotes e da emissão de passagens promocionais. A medida afeta viagens já contratadas da linha “Promo”, de datas flexíveis, com embarques previstos de setembro a dezembro de 2023.
O Procon-SP notificou a 123 Milhas nesta segunda (21) para que preste esclarecimentos sobre as medidas anunciadas.
“Já temos muitos relatos de consumidores que não estariam sendo atendidos, o que é um problema adicional, especialmente para quem se programou para viajar logo no começo de setembro. A empresa, além de ter feito uma mudança unilateral das regras, não pode deixar os consumidores sem informação”, explica Rodrigo Tritapepe, diretor de Atendimento e Orientação do Procon-SP.
123 milhas: consumidor tem direito a ter o seu dinheiro de volta; veja o que alegar
Perguntas e respostas: suspensão da linha ‘Promo’
Prejuízo: ‘Minha mãe é diarista e pagou a passagem com seu dinheiro suado’, conta psicoterapeuta prejudicado pela 123 milhas
O Procon ainda afirma que a notificação é um procedimento inicial para que os técnicos do órgão de defesa do consumidor analisem a situação e ofereçam a melhor orientação possível aos consumidores.
?Quer receber notícias sobre São Paulo? Clique aqui e participe da nossa comunidade no WhatsApp
‘123 Milhas terá que criar um canal de pronta resposta’, ressalta Secretário Nacional do Consumidor
Segundo o comunicado publicado no site da 123 Milhas, a medida foi tomada “devido à persistência de circunstâncias de mercado adversas”.
A empresa informou que está devolvendo integralmente os valores pagos pelos clientes por meio de “vouchers acrescidos de correção monetária de 150% do CDI, acima da inflação e dos juros de mercado”.
De acordo com a agência de viagens, tais vouchers poderão ser usados em produtos da 123 Milhas. Contudo, não deixou claro se haverá ressarcimento em dinheiro, para uso além de seus serviços.
Orientações do Procon-SP
O órgão recomenda que os consumidores afetados entrem em contato diretamente com a 123 Milhas e peçam um esclarecimento sobre seu caso. É importante que toda a comunicação com a empresa seja registrada.
Caso isso não seja suficiente, o cliente pode registrar suas reclamações junto ao Procon de sua cidade ou estado.
Também é recomendado que operações financeiras, como parcelas no cartão de crédito, não sejam interrompidas diante desta situação. Uma vez que, se houve necessidade de judicialização do caso, o consumidor poderá demonstrar sua boa-fé, já que seguiu cumprindo sua parte no contrato.

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »