Turismo

Bairro ‘mais legal do mundo’ fica em cidade que já deu nome a cartel de drogas, mas hoje é exemplo de desenvolvimento


Lista, divulgada pela ‘Time Out’, tem 40 bairros, mas nenhum brasileiro. Laureles, o primeiro do ranking em 2023, fica em Medelín, na Colômbia. Prefeitura de Medelín comentora escolha de bairro Laureles como o mais legal do mundo
Reprodução/Alcaldía de Medellín
O bairro mais legal do mundo tem vendedores de frutas empurrando seus carrinhos, ruas arborizadas, estúdios de ioga e inúmeras cafeterias.
Tem também vida noturna agitada na famosa rua La 70: cada bar e restaurante pode se transformar em uma pista de dança com a música certa, segundo a revista “Time Out”, que elegeu Laureles, em Medelín, na Colômbia, o bairro mais legal do mundo em 2023.
Divulgada na terça-feira (17), a lista tem 40 nomes de lugares que vão da América do Sul até a África. Diferentemente do ano passado, quando a Vila Madalena, em São Paulo, fez parte da lista, neste ano não há nenhum bairro brasileiro entre os eleitos (leia lista completa abaixo).
Outras atrações
Em Laureles, há, também, o estádio de futebol Atanasio Girardot, que recebe importantes partidas e shows. Em 2016, uma homenagem às vítimas do acidente com o voo da Chapecoense foi realizada no local.
Estádio Atanasio Girardot, em Medelín, durante homenagem à Chapecoense, em 2016
Reprodução/Bom Dia Brasil
Segundo a publicação, o bairro tem prédios amigáveis para os nômades digitais, como o Indie Universe e o Los Patios Cool Living.
“Laureles ainda tem uma sensação tradicional de bairro colombiano, apesar da sua crescente popularidade”, diz a publicação.
LEIA MAIS:
Os ‘corredores verdes’ de Medellín para combater calor extremo
Medellín, ex-sede de cartel de drogas, é exemplo de desenvolvimento
Cidade mudou sua história
Medellín, com mais de 2,5 milhões de habitantes e que já deu nome a cartel de drogas, hoje é exemplo de desenvolvimento. O metrô e os teleféricos interligam toda Medellín. Os morros são acessíveis por pessoas de qualquer lugar da cidade.
Fundada em 1968 em Londres, na Inglaterra, a “Time Out” é uma publicação em revista sobre cidades e turismo que há seis anos elabora a lista. Segundo a publicação, a escolha dos locais é feita da seguinte forma:
Um grupo de pessoas faz suas escolhas pessoais, citando bairros de suas cidades natais. Neste ano, foram 12 mil pessoas opinando; no ano passado, foram 20 mil.
Depois, a publicação faz uma triagem da lista com base no conhecimento e na experiência de editores de cidades e especialistas locais.
Para elaborar e classificar a lista final, a publicação diz considerar fatores que incluem empreendimentos comunitários e sociais, acesso a espaços abertos e verdes e vida urbana próspera.
Medellín, ex-sede de cartel de drogas, hoje é exemplo de desenvolvimento
Veja a lista completa:
Laureles – Medellín, Colômbia
Smithfield – Dublin, Irlanda
Carabanchel – Madri, Espanha
Havnen – Copenhague, Dinamarca
Sheung Wan – Hong Kong
Brunswick East – Melbourne, Austrália
Mid-City – Nova Orleans, EUA
Isola – Milão, Itália
West – Amsterdã, Holanda
Tomigaya – Tóquio, Japão
Baltic Triangle – Liverpool, Reino Unido
Cours Julien – Marseille, França
Arts District – Los Angeles, EUA
Chinatown – Singapura
Fort Greene – Nova Iorque, EUA
Leith – Edimburgo, Escócia
Enmore – Sydney, Austrália
Costa da Caparica – Almada, Portugal
Hyde Park – Chicago, EUA
West End – Glasgow, Reino Unido
Sea Point – Cidade do Cabo, África do Sul
Neukölln – Berlin, Alemanha
Haut-Marais – Paris, França
King’s Cross – Londres, Reino Unido
Hannam-dong – Seoul, Coreia do Sul
Coral Gables – Miami, EUA
Richmond District – São Francisco, EUA
Vinohrady – Praga, República Tcheca
El Clot – Barcelona, Spain
San Miguel Chapultepec – Cidade do México, México
Exarcheia – Atenas, Grécia
Bebek – Istambul, Turquia
Ponsonby – Auckland, Nova Zelândia
Zhongshan – Taipei, Taiwan
Bonifacio Global City (BGC) – Manila, Filipinas
Downtown – Montreal, Canadá
Dotonbori – Osaka, Japão
The Annex – Toronto, Canadá
Song Wat – Bangkok, Tailândia
Cantonments – Acra, Gana
Abaixo, reveja reportagem de 2017 do Globo Repórter sobre Medelín:
Medellín, ex-sede de cartel de drogas, hoje é exemplo de desenvolvimento

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »