Geral

Caminhão tomba e derrama piche em rede de esgoto de Praia Grande; VÍDEO


De acordo com a Cetesb, não houve maior impacto ambiental na ocorrência. De acordo com a prefeitura, material não atingiu o sistema de galerias de águas pluviais. Caminhão carregado com piche tomba e derrama material em rede de esgoto de Praia Grande
Um caminhão tanque carregado com piche tombou e derramou parte de sua carga na rede de esgoto de uma avenida em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Segundo a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), não houve registro de maior impacto ambiental na ocorrência.
✅Clique aqui para seguir o canal do g1 Santos no WhatsApp.
De acordo com a Prefeitura de Praia Grande, o veículo tombou enquanto subia em um guincho na Avenida Marechal Mallet, na noite da última segunda-feira (4). Com a queda, o material transportado acabou sendo derramado na via, sendo captado pela rede de esgoto próxima ao local do acidente.
Caminhão com piche tomba e derrama produto em avenida de Praia Grande
Imagens cedidas por Vivendo na Baixada
Os bombeiros atenderam a ocorrência e acionaram a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), que não registrou maior impacto ambiental.
Segundo a prefeitura, a galeria de águas pluviais, que direcionam as águas até rios, córregos ou canais, não sofreu grandes danos, apenas a galeria em frente ao local do acidente.
A empresa responsável pelo caminhão retirou o veículo da via e efetuou a sucção do material durante a madrugada da última terça-feira (5). Ainda de acordo com a administração municipal, a galeria em frente ao local do acidente passou por limpeza na noite do ocorrido e já está apta para funcionar normalmente.
Especialista explica
De acordo com o químico doutor em Ciências da Saúde e pesquisador do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas da UniSantos, Hirochi Yamamura, o derramamento desse material poderia ocasionar um maior impacto ambiental caso atingisse o sistema de águas pluviais da cidade.
“Ele pode causar algum dano ambiental caso seja destinado para o mar, vamos dizer assim. Vai ser um problema muito sério em relação aos peixes e ao ambiente marinho, porque ele não tem como ser retirado depois. Se cair numa galeria de águas pluviais e se espalhar, vai impactar ambientalmente de uma forma bem danosa”, disse.
Entretanto, ele destacou que, por se tratar de um material não-solúvel na água, a sua limpeza é facilitada em comparação a outros produtos. “Por ser mais sólido, ele fica mais fácil de você fazer a retirada desse produto. Se ele não se misturar com a água, fica bem mais tranquilo de se retirar.”, comentou.
Mesmo assim, caso tivesse atingido o sistema de águas pluviais, o especialista destacou que o produto poderia impactar negativamente o ecossistema local. “Ele possui um pouco de compostos aromáticos na sua composição, que são cancerígenos em sua grande parte. Isso pode servir de alimento para os peixes, e aí vai ser um problema sério”, finaliza.
VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »