Economia

Maior fabricante de carrocerias de ônibus do país vai produzir veículos elétricos e exportar para a América Latina


Marcopolo vai investir R$ 50 milhões para a produção de veículos elétricos visando o mercado externo. Número de colaboradores também deve aumentar na unidade de São Mateus, no Espírito Santo. Ônibus elétrico produzido pela Marcopolo na fábrica de São Mateus (ES)
Divulgação
A Marcopolo, maior fabricante de carrocerias de ônibus do Brasil, vai ampliar a sua fábrica que fica em São Mateus, Norte do Espírito Santo. Com um investimento de R$ 50 milhões ao longo de 2024, a unidade começará a montar veículos elétricos, fato histórico para a indústria capixaba. Além disso, os veículos produzidos no local serão exportados para países da América Latina, como Chile, Colômbia e México.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Com a instalação da nova linha de produção, a empresa pretende saltar a produção de 16 para 26 veículos por dia na planta industrial capixaba. Além disso, a Marcopolo anunciou que aumentará o quadro de funcionários em 20%, saindo de 2 mil para 2,4 mil colaboradores.
Em São Mateus, a empresa vai passar a produzir o Attivi Integral, primeiro ônibus da companhia com carroceria e chassi próprios e 100% elétrico. O veículo tem capacidade para 80 passageiros, autonomia de até 280 quilômetros e tempo de carga de até quatro horas.
???? Clique aqui para seguir o canal do g1 ES no WhatsApp
O CEO da empresa, André Armaganijan, observou que durante o processo de eletrificação, a companhia enfrentou uma diminuição de sua presença no mercado da América Latina, onde atualmente detém aproximadamente 40% da participação.
LEIA TAMBÉM:
Morre jovem de 19 anos baleado na cabeça após motorista se recusar a parar o carro em assalto no ES
Professora suspeita de tráfico de drogas é presa dentro de banheiro no ES
Apostador que ganhou R$ 50 milhões na Mega retira prêmio, mas deixa de embolsar mais de R$ 120 mil com dinheiro parado no ES
Para a empresa, os investimentos planejados para a fábrica de São Mateus têm a perspectiva de posicionar a Marcopolo de forma mais competitiva, tanto nacional quanto internacionalmente.
“O Attivi Integral faz frente ao desafio global em prol da descarbonização dos sistemas de transporte de passageiros. A fabricação do veículo no Espírito Santo nos permite atender à crescente demanda do mercado nacional por veículos elétricos. Decidimos expandir a nossa produção no estado por ser uma fábrica em uma localização estratégica”, pontuou André Armaganijan.
Fábrica da Marcopolo em São Mateus (ES)
Divulgação/Marcopolo
A operação da Marcopolo no Espírito Santo está em uma localização privilegiada, com fácil conexão aos demais estados do país e até mesmo de portos. Isso permite atender ao mercado brasileiro como um todo e, de acordo com a demanda, o mercado internacional também.
Atualmente, já são cerca de 700 ônibus elétricos e híbridos, desenvolvidos com chassis de parceiros, que circulam em diversos países, como Colômbia, Chile, Argentina e Austrália, além do Brasil.
O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), destacou que a expansão da empresa é fundamental para a geração de emprego e renda no estado.
“Durante a COP28, anunciamos a troca dos combustíveis fósseis da nossa frota de veículos leves para biocombustível. Este anúncio da Marcopolo vai ao encontro com o objetivo de atingir as metas de neutralidade de emissões até 2050”, afirmou.
O governo do Espírito Santo vai iniciar a compra de 50 novos veículos elétricos para começar a transição energética. A expectativa é de que esses ônibus sejam entregues em setembro de 2024.
Vídeos: tudo sobre o Espírito Santo
Veja o plantão de últimas notícias do g1 Espírito Santo

Facebook Comments Box

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo
Translate »